Tudo sobre o Redmi Note 9: preço, ficha técnica e data de lançamento

O Redmi Note 9 é um celular intermediário da Xiaomi que se destaca pelo custo-benefício. O smartphone traz na ficha técnica uma câmera quádrupla de até 48 MP e bateria grande. O telefone foi lançado no Brasil em junho pelo preço sugerido de R$ 2.699 para a versão com 64 GB de armazenamento, mas o modelo já é visto por R$ 2.499 na loja oficial da Xiaomi — desconto de R$ 200. Já a opção de 128 GB chegou por R$ 2.999, mas é vista atualmente por R$ 2.899, queda de R$ 100.

Ficha técnica do Redmi Note 9

 

  • Tamanho da tela: 6,5 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+ (2340 x 1080 pixels)
  • Painel da tela: IPS LCD
  • Câmera principal: quádrupla, 48, 8, 2 e 2 MP
  • Câmera frontal: 13 MP
  • Sistema: Android 10
  • Processador: MediaTek Helio G85 (octa-core de até 2 GHz)
  • Memória RAM: 3/4 GB
  • Armazenamento: 64/128 GB
  • Cartão de memória: sim, microSD de até 512 GB
  • Capacidade da bateria: 5.020 mAh
  • Telefonia: Dual SIM (nano SIM)
  • Peso: 199 gramas
  • Dimensões: 162,3 x 77,2 x 8,9 mm; 199 g
  • Cores: cinza, verde e branco
  • Anúncio e lançamento: junho de 2020
  • Preço de lançamento: a partir de R$ 2.699

 

Tela e design

 

A tela IPS LCD do Redmi Note 9 apresenta 6,5 polegadas, mesmo tamanho visto em rivais como o Galaxy A51, da Samsung. O display também traz resolução em Full HD+ (2340 x 1080 pixels), o que tende a oferecer mais detalhes e nitidez. Além disso, o painel do celular da Xiaomi conta com o Corning Gorilla Glass 5 na frente e nano revestimento à prova de respingos no acabamento.

O celular abriga a câmera frontal em um furo no canto da tela, enquanto o leitor de impressão digital fica localizado na lateral do aparelho. Já o conjunto fotográfico é centralizado na parte superior da traseira do celular. Cinza, branco e verde são as opções para de cores do Redmi Note 9.

Câmeras

 

O conjunto fotográfico do Redmi Note 9 é um dos destaques do celular. A câmera quádrupla é dividida entre uma principal de 48 MP e abertura f/1.79 e uma ultra wide com 8 MP e abertura de f/2.2. O arranjo ainda tem uma lente macro, responsável por registrar objetos bem de perto e uma teleobjetiva, que se encarrega de realizar o zoom óptico. Estas duas últimas câmeras apresentam 2 MP e abertura de f/2.4.

A câmera de selfies registra fotos com 13 MP e a abertura da lente é de f/2.25. Esta mesma disposição de lentes e quantidade de megapixels pode ser vista em concorrentes da linha intermediária, como o LG K62, lançado em outubro de 2020.

Os recursos da câmera ainda incluem digitalização de documentos, reconhecimento facial, otimização da imagem por meio de inteligência artificial e modo retrato com ajuste de desfoque. O celular oferece também a ferramenta que possibilita o disparo de selfies pelo aceno da mão.

Desempenho e armazenamento

 

O Redmi Note 9 foi o primeiro celular a utilizar o processador Helio G85, da MediaTek. O chip conta com oito núcleos e velocidade de até 2 GHz que opera em conjunto com a memória RAM de 3 ou 4 GB, opções que acompanham as versões de 64 e 128 GB de armazenamento, respectivamente. Para usuários que precisam de mais espaço para dados, é possível expandir a memória do celular em até 512 GB por meio de um cartão microSD.

Bateria

 

A bateria do Redmi Note 9 tem capacidade de 5.020 mAh, além de suporte para carregamento rápido. O celular promete oferecer autonomia de até 16 horas seguidas de jogos e 147 horas de reprodução de música, segundo a Xiaomi. Para a recarga, a fabricante disponibiliza um carregador Quick Charge 3 com potência de 18 W e entrada USB-C.

Versão do Android e recursos adicionais

 

O Redmi Note 9 sai de fábrica com Android 10 e interface MIUI 11, própria da Xiaomi. O sistema do Google traz recursos como controle do compartilhamento da localização, modo escuro, navegação por gestos e respostas inteligentes. Além disso, usuários do smartphone chinês já estão recebendo gradativamente a atualização para o Android 11.

Outros recursos presentes do Redmi Note 9 são o controle remoto infravermelho, além da certificação capaz de garantir níveis mais baixos na emissão de luz azul da tela. A entrada P2 para fones de ouvido também marca presença no telefone.

Preço

 

O Redmi Note 9 chegou ao Brasil em junho deste ano junto com o Redmi Note 9 Pro. O celular intermediário da Xiaomi desembarcou no país por valores a partir de R$ 2.699, no caso do modelo com 64 GB de armazenamento, e por R$ 2.999, para a versão com 128 GB.

Seis meses após a chegada, o smartphone já registra redução no preço. O telefone com opção de 64 GB registrou uma queda para R$ 2.499. Já a versão de 128 GB de espaço para dados teve o valor reduzido para R$ 2.899.