Prefeitura renegocia com Empresas do transporte escolar e garante economia de R$ 1 milhão

Ao encontro das medidas de boa gestão e redução de despesas, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da secretarias municipal de Finanças e Planejamento e de Educação, renegociou o contrato das 12 empresas de transporte coletivo escolar da zona rural. A medida  garantiu economia de R$ 960 mil ao ano e garantia do transporte de 3 mil alunos que o usam diariamente.

4Os novos contratos foram firmados nesta segunda-feira (26), em solenidade no Paço Municipal. O prefeito Marquinhos Trad explicou que desde que assumiu a atual gestão iniciou um estudo para melhor administrar a cidade e que uma das dificuldades que tem encontrado é a de honrar os contratos firmados nas gestões anteriores.

“Este tem sido o nosso maior contratempo. Todos os dias recebo empresários e pessoas da atividade comercial dizendo que tem para receber da prefeitura. É quase meio bilhão de reais deixados pelas gestões anteriores. Vocês são empresários e sabem que quando a gente assume uma empresa tem três formas de gerir: a primeira é quando encontra a receita maior que a despesa, a segunda é quando encontra igual e a terceira quando encontra a receita menor que a despesa. Assim está a prefeitura. A cada mês a receita é menor que a despesa.  E despesa só aumenta. Você tem reposição salarial, tem novas dimensões dentro da cidade, uma série de outros fatores, a cidade cresce. Estamos aqui agradecidos por essa renegociação, porque e é a certeza de que vamos ter condições de pagar o contrato de vocês”, declarou.

5Para o empresário Quirino Piccoli, da Trans Piccoli Transportes Ltda, a boa vontade do prefeito de querer melhorar, realmente, o transporte do município os fez acreditar e aceitar a redução. “Nós temos a confiança de que vamos receber todos os meses, pontualmente. Isso nos da tranquilidade. Na gestão anterior demorava três a quatro meses para receber. Ele já nos pagou tudo certinho. A gente vê um momento muito diferente. Estamos muito contentes, tanto que estamos reduzindo o valor, porque temos a certeza do recebimento”, afirmou.

O também empresário Luiz Bortolin, da LTB Transporte, ainda frisou que diante da dificuldade que o município vem passando foi consenso das empresas a redução. “Houve uma reunião entre o poder público e diante da dificuldade fechamos o acordo de reduzir e de enfrentarmos essa dificuldade junto com o município”, esclareceu.

Ao final, o prefeito garantiu que no ano que vem reajusta e dá a cada um o que é justo.