9.8 C
Campo Grande
sexta-feira, julho 12, 2024

Prefeitura autoriza início da instalação de padrões de energia elétrica para comunidade Mandela

Reafirmando o compromisso com a inclusão social e o desenvolvimento comunitário, a Prefeitura de Campo Grande autorizou o início da instalação dos primeiros padrões de energia elétrica para os moradores da comunidade Mandela, na área situada no Jardim Talismã. Essa ação significativa, concretizada com o apoio da concessionária Energisa, proporciona acesso à eletricidade regular para os moradores e também os insere na Tarifa Social, medida que visa aliviar o ônus financeiro das famílias de baixa renda. Dessa forma, a iniciativa também contribui para uma melhor qualidade de vida e equidade energética no município.

Para a auxiliar de serviços gerais, Marlene Salazar de Lima, 50 anos, a instalação dos padrões de energia elétrica marca a chegada de dias de mudança e esperança, não só para ela, mas para todas as famílias da comunidade afetadas pelo trágico incêndio ocorrido em dezembro do ano passado.

“Agora vou ter energia sem medo de queimar minhas coisas. Lá na comunidade os aparelhos queimavam direto devido à instabilidade. Já perdi a conta de quantas TVs dessas de tubo tive que jogar fora, e nem me animava de comprar uma nova com medo de perder também. Chuveiro quente e secador a gente não podia nem pensar em ter porque podia pegar fogo”, disse ela que está ansiosa pela mudança.

“Sinto que está chegando o dia de mudar, não vejo a hora. Moro sozinha, tenho problemas de saúde e quando preciso meu filho fica comigo. Ter essa casa vai me dar segurança de ter um lar para descansar, é a minha garantia. Antes daqui eu sempre morei de aluguel, sempre tentei conseguir uma casinha. Agora quero reconstruir tudo o que perdi no incêndio”, contou Marlene emocionada.

A camareira, Andréia Rolon Argilar, de 46 anos, compartilha uma experiência semelhante. Ela relatou os desafios enfrentados devido à falta de energia, uma ocorrência frequente na comunidade por conta do grande número de pessoas compartilhando da mesma conexão elétrica, o que diariamente resultava na queda de energia.

“Quando começou a me dar muito problema, eu me endividei para comprar fio e fiz uma ligação sozinha para o meu barraco. Às vezes a gente dormia sem luz e era bem ruim sem ventilador por conta dos pernilongos, mas agora com a luz regular em casa será ótimo. Prefiro pagar e ter meus direitos, quando faltar, ter para quem ligar e reclamar, é uma garantia, uma vitória para todo mundo”, comemorou Andréia.

Andamento das obras

Na área do Jardim Talismã, os avanços das obras são notáveis e altamente promissores. O processo de fundação já foi concluído, abrangendo escavações, posicionamento de armações de aço e nivelamento das estruturas residenciais. Até o momento, dez unidades foram totalmente cobertas, enquanto outras 20 encontram-se em estágio avançado de alvenaria, com esquadrias e rebocos já finalizados; as restantes estão em fase de construção do baldrame e contrapiso. Além disso, as portas e janelas já instaladas estão sendo pintadas.

“Estamos muito satisfeitos em ver que as obras seguem a todo vapor, dentro do cronograma estabelecido. Nosso compromisso é garantir que as famílias sejam atendidas dignamente e que tenham a oportunidade de realizar o sonho de todo brasileiro: ter um CEP, uma casa para chamar de sua. Estamos trabalhando incansavelmente para que isso se torne realidade, assegurando que cada família tenha seus direitos reservados e desfrute de um lar seguro e confortável”, afirmou o diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Emha), Claudio Marques.

 

 

#pratodosverem A matéria possui duas fotos. A imagem de capa é de trabalhadores da Energisa instalando padrões de energia elétrica em uma das casas. A segunda imagem mostra a entrevistada Marlene dentro de uma casa, com um funcionário da Energisa ao fundo da imagem. 

FonteAgência Municipal de Campo Grande