Conselho entrega minuta do Plano Diretor de Campo Grande

Os integrantes do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU), entregaram na tarde desta terça-feira (31), ao prefeito Marquinhos Trad, a minuta de lei do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental (PDDUA) de Campo Grande.

O documento é o resultado do trabalho que teve início em 2016, pela URBITEC, empresa contratada para a revisão do plano, e durante este ano, a Planurb, em parceria com a Fundação FAPEC e o Observatório de Arquitetura e Urbanismo da UFMS, realizaram a metodologia a partir de uma leitura coletiva da realidade do município para revisão do documento.

A entrega oficial foi feita pela diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues, que destacou a importante contribuição do documento para que a cidade de Campo Grande possa ser melhor, mais justa, mais sustentável e democrática.  “Hoje terminamos uma longa jornada de trabalho que contou apoio fundamental de diversos setores da administração municipal, servidores da Planurb, Semadur, membros do CMDU, entidades de classe, entre outros. Acredito que o nosso compromisso e o amor que temos com Campo Grande está pronto para ser encaminhado à Câmara”, ressaltou Berenice.

O encerramento do ato foi feito pelo Prefeito Marquinhos Trad que expressou a sua gratidão ao CMDU e todos os demais responsáveis pela execução do processo de revisão do PDDUA, dizendo que a construção democrática é a melhor opção para construção de políticas pautadas na justiça social. “O Plano Diretor deve envolver todos os membros da cidade, pois são as pessoas que conhecem as realidades locais e são elas que podem democratizar e expressar suas principais necessidades. Hoje, aproveito para agradecer o apoio incondicional dos membros do CMDU e dos Conselhos Regionais pelo trabalho que executaram para toda população campo-grandense”, finaliza o prefeito.

O representante da UFMS no processo de construção do PDDUA, o arquiteto e urbanista, Ângelo Arruda, explicou que o documento é inovador em diversos aspectos, pois planeja a política de desenvolvimento e de expansão urbana para os próximos 30 anos. “O PDDUA recebeu mais de 5 mil sugestões de pessoas dos mais variados seguimentos da sociedade. Começamos o trabalho em maio com 4 mapas e hoje entregamos um plano com mais de 5 mil pessoas envolvidas, mais de 140 artigos e a maior quantidade de mapas dentre os planos diretores das demais capitais brasileiras”, afirmou o professor.

Agora, o Executivo Municipal, após análise do documento pela Procuradoria-Geral do Município, encaminhará versão final da minuta do Projeto de Lei que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental para a Câmara de Vereadores, para os devidos trâmites.