Uriah Hall cita lesão de Anderson ao ver Weidman se machucar: “Primeira coisa que pensei”

A fratura na perna direita de Chris Weidman foi chocante através da televisão. E imagine para Uriah Hall, adversário do americano, no UFC 261, sábado, em Jacksonville (EUA). O jamaicano – que ficou estático ao notar a gravidade da lesão, com apenas 17 segundos de combate -, conta que a cena remeteu automaticamente a Anderson Silva que, em 2013, diante do próprio Weidman, se machucou da mesma maneira.

– Foi muito infeliz, mas ao mesmo tempo feliz, porque uma vitória é uma vitória. Eu dizia mais cedo que, como um artista marcial, você sabe, é difícil aceitar isso. Por mais que eu deseje uma recuperação rápida, devo uma luta a ele no futuro, aonde quer que eu esteja no ranking. Foi uma vitória, mas de maneira muito ruim. Quando ele deu aquele chute, ouvi um pequeno estalo, pensei que era o barulho do golpe, porque você se prepara para o impacto. Já fiz isso no passado quando quebrei a perna de um companheiro de treino. Quando Weidman caiu para trás, eu fiquei assim: “Meu Deus, realmente aconteceu”. Todas essas emoções de quando o Anderson quebrou a perna vieram à tona. Essa foi a primeira coisa que pensei – declarou ao Combate.