Repressão a protestos contra golpe militar em Mianmar deixa dois mortos

repressão da polícia a protestos contra o golpe militar em Mianmar deixou dois mortos neste domingo (28), em Yangon, a maior cidade do país, e em Dawei, segundo fontes ouvidas pela agência de notícias Reuters.

Uma das vítimas é um homem que foi levado ao hospital depois de ter sido baleado no peito, de acordo com um médico que não quis se identificar. Em Yangon, a polícia teria atirado contra os manifestantes após não conseguir dispersar as multidões com gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral.

A segunda morte teria ocorrido em Dawei, cidade mais ao sul de Mianmar. O político Kyaw Min Htike disse à Reuters que policiais abriram fogo contra as pessoas, matando uma pessoa e deixando diversos feridos. A imprensa local em Dawei fala em três mortes.

Manifestante ferido é carregado em Dawei, em Mianmar, neste domingo (28) — Foto: Dawei Watch/via REUTERS

Manifestante ferido é carregado em Dawei, em Mianmar, neste domingo (28) — Foto: Dawei Watch/via REUTERS