Inverno começa neste sábado; frio deve ser menos intenso do que a média no Sul, Sudeste e Centro-Oeste

inverno começa neste sábado (20) às 18h44 (horário de Brasília) para o hemisfério sul, região da Terra que inclui a maior parte do Brasil. Por aqui, meteorologistas esperam uma estação menos fria do que a média nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Norte e Nordeste devem registrar pouca variação nas temperaturas. A estação termina em 22 de setembro.

Na maior parte do Brasil, as temperaturas estarão acima do normal neste sábado, com previsão de sol e poucas nuvens exceto no extremo sul, no litoral norte e nordeste e em parte da região Norte.

  • VEJA TAMBÉM: 2020 teve o janeiro mais quente da história

As primeiras semanas da estação são caracterizadas pela entrada de frentes frias e de massas de ar polar. Pode haver geada no Sudeste e no Sul — região onde, inclusive, há possibilidade de neve. A partir de agosto, porém, as temperaturas começam a subir e o ar fica mais seco.

O aumento da temperatura preocupa principalmente no Centro-Oeste no fim do inverno, quando as queimadas aumentam no Cerrado.

Mais perto da Linha do Equador, as temperaturas pouco mudarão em relação ao usual, mas o inverno no Nordeste deverá ter menos chuvas — exceto no litoral leste.

Na região Norte, os primeiros meses da estação terão chuva e temperatura perto da média, mas pode chover mais na região mais ao norte na medida em que setembro se aproxima. Nas áreas de transição entre a Amazônia e o Cerrado, a previsão é inversa: menos chuva no fim do inverno.

Parte do Amapá, do Amazonas, do Pará e de Roraima ficam no hemisfério norte — portanto, por lá começará o verão. Boa Vista (RR), inclusive, é a única capital inteiramente no lado norte do planeta. Porém, como são regiões muito próximas à Linha do Equador, não haverá tanta diferença na estação.