Brasileiros apontados como principais fornecedores de armas e drogas para facções são presos no Paraguai

A polícia paraguaia também apreendeu armas, munições, dinheiro e documentos.

Armas e munições apreendidas com os brasileiros — Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai/Divulgação

Dois brasileiros foram presos no Paraguai, pela Secretaria Nacional Antidrogas daquele país, apontados pela polícia daquele país como os principais fornecedores de armas e drogas para facções criminosas.

Levi Adrian Felício foi preso no apartamento onde morava, em um dos bairros mais luxuosos de Assunção. No local, a polícia apreendeu armas, munição, dinheiro e documentos. Ele viva no Paraguai com identidade falsa.

O braço direito de Levi, Márcio Gayoso, foi preso em uma casa de luxo, em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã. Com ele havia armas, documentos e dinheiro.

Como tem feito em outros casos semelhantes desde o começo do ano, o governo do Paraguai deve expulsar do país os traficantes brasileiros.