Amanda Nunes cai duas posições no ranking do UFC; Do Bronx ultrapassa Jon Jones

O UFC 269 teve efeitos opostos para Amanda Nunes e Charles “Do Bronx” Oliveira. Enquanto o campeão dos pesos-leves (70,3kg) subiu três posições e ultrapassou inclusive a lenda Jon Jones no ranking peso-por-peso masculino, a campeã dos pesos-penas (65,8kg) caiu dois lugares na lista peso-por-peso feminina após perder o cinturão peso-galo (61,2kg) para Julianna Peña.

Amanda Nunes tira as luvas após sua derrota no UFC 269: pela primeira vez, ela não lidera o ranking peso-por-peso feminino — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Amanda Nunes tira as luvas após sua derrota no UFC 269: pela primeira vez, ela não lidera o ranking peso-por-peso feminino — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Líder do ranking feminino desde sua criação, a lutadora baiana foi substituída pela quirguiz Valentina Shevchenko, atual campeã peso-mosca (56,7kg), e ultrapassada também por Rose Namajunas, atual campeã peso-palha (52,2kg). Vale lembrar, porém, que Amanda tem duas vitórias sobre Shevchenko no peso-galo, incluindo uma defesa de cinturão.

Responsável pela primeira derrota de Nunes em sete anos, Julianna foi catapultada à quarta posição no ranking peso-por-peso, logo atrás de Amanda no quarto lugar. Com Peña campeã, a brasileira desceu ao primeiro lugar do ranking do peso-galo. Ela permanece com o cinturão do peso-pena.

Charles do Bronx desce do octógono com a bandeira do Brasil e o cinturão: à frente de lendas — Foto: Carmen Mandato/Getty Images

Charles do Bronx desce do octógono com a bandeira do Brasil e o cinturão: à frente de lendas — Foto: Carmen Mandato/Getty Images

Já Do Bronx foi impulsionado pela vitória por finalização sobre Dustin Poirier no terceiro round, sua primeira defesa de cinturão bem sucedida. O brasileiro e o americano essencialmente trocaram de posição: Do Bronx subiu três lugares, Poirier caiu três. Na quinta posição, Charles agora está à frente de Max Holloway, que o derrotou no peso-pena em 2015, e de Jon Jones, o dominante ex-campeão peso-meio-pesado do UFC que está parado desde fevereiro de 2020.