Agepan e Segov discutem parcerias com UFMS na área de TI

Por meio da Secretaria de Governo (Segov) e Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan), o Estado busca parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) no implemento de soluções de tecnologia da informação para melhoria da regulação e fiscalização dos serviços públicos.  O assunto foi pauta de encontro entre a diretora de regulação e fiscalização de Saneamento Básico da Agência, Marilúcia Sandim, o superintendente de Gestão Estratégica da Segov (SGE), Thaner de Castro Nogueira, e o reitor Marcelo Turine, no dia 29.

“Estamos à disposição do governo e da Agepan para auxiliar no desenvolvimento de soluções que promovam melhoria nos serviços públicos”, assegurou o reitor. Participaram também da reunião a gerente de planejamento da Agepan, Elisa Paes,  o assessor técnico Alisson Toledo e o analista de TI Alexander dos Santos Aleyne; o coordenador do Escritório Geral de Projetos da SGE, Renato Pires da Silva Filho; e, da UFMS, o diretor da Faculdade de Computação, Henrique Mongelli, o coordenador de Administração Acadêmica, Cristiano Costa Vieira, e o secretário Especial de Educação a Distância, Hercules da Costa Sandim.

Durante a reunião, a diretora Marilúcia falou sobre o projeto Regulasan, desenvolvido pelo Ministério das Cidades, BIRD e Agência Nacional de Águas, a partir do qual foi criado o Sistema integrado de Gestão de Informações de Saneamento (Sigis). “O Sigis foi entregue para a Agepan e necessita de um amplo estudo sobre seu funcionamento e implementação”, pontuou Marilúcia. A gerente de planejamento, Elisa Paes, apresentou outros projetos em desenvolvimento na Agepan e que podem ser envolvidos nessa futura parceria.

Para o diretor da Facom, há possibilidades de desenvolver ações e projetos envolvendo pesquisadores e acadêmicos da Faculdade. “Iremos discutir com os órgãos estaduais como podemos auxiliá-los. Em relação à comunidade acadêmica, é possível envolver também o Laboratório de Engenharia de Software (Ledes) e a Fábrica de Software”, explicou Mongelli. “Vamos discutir com nossa equipe as demandas da Agepan e Segov que foram apresentadas e verificar qual a melhor forma de auxiliá-los”, complementou o reitor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui