Sessão da Câmara dos Polícia suspende Sessão da Câmara nos EUA

A sessão da Câmara dos dos Estados Unidos desta quinta-feira (4) foi suspensa após a polícia do Capitólio alertar para uma possível ameaça, apenas dois meses após a invasão de apoiadores do ex-presidente Donald Trump à sede do Congresso americano que resultou em cinco mortes.

O alerta foi feito após polícia do Capitólio após obter informações sobre uma possível trama de um grupo de milícia, segundo o jornal “The New York Times”, e os líderes da Câmara mudaram para quarta-feira (10) uma votação que estava marcada para hoje.

A conspiração parece ter sido inspirada pela teoria da conspiração pró-Trump conhecida como QAnon, de acordo com o “NYT”.

Foram rastreadas conversas online de adeptos do QAnon, que acreditam que 4 de março seria o dia em que Trump voltaria à presidência do país e “renovaria sua cruzada contra os inimigos da América”, segundo o jornal.

A data foi escolhida por ser o dia da posse presidencial que inicialmente estava na Constituição americana. Posteriormente, esta data foi alterada para 20 de janeiro.

Segundo a CNN, informações fornecidas pelo FBI e pelo Departamento de Segurança Interna dos EUA alertaram sobre o aumento da conversa entre extremistas, incluindo membros do grupo extremista Three Percenters, discutindo possíveis conspirações contra o Capitólio nesta quinta-feira (4).