PREFEITURA TEM METAS PRIORITÁRIAS PARA GARANTIR DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM CAMPO GRANDE

Suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das próximas gerações, ou seja, sem esgotar os recursos para o futuro, é um dos maiores desafios de toda gestão. Ser uma Campo Grande Mais Desenvolvida e Sustentável é uma das metas prioritárias da Prefeitura de Campo Grande.

Também vai ao encontro da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, no qual diversos países comprometeram-se a tomar medidas ousadas e transformadoras para promover o desenvolvimento sustentável sem deixar ninguém para trás.

A Agenda 2030 é um plano de ação com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, e 169 metas, para erradicar a pobreza e promover vida digna para todos. Para isso, a Prefeitura estabeleceu metas para as mais diversas secretarias municipais.

Trânsito e Obras

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) buscando dar mais mobilidade às pessoas, de forma a ter um trânsito mais fluido instalou ao longo dos últimos cinco anos faixas específicas para ônibus, ambulâncias e táxis. Promoveu o reordenamento viário, com a instalação de ciclovias, onda verde e semaforização em vias de grande fluxo.

Dentre as medidas ainda a serem tomadas está a reforma dos nove terminais de ônibus e a construção de mais um no Tiradentes, a requalificação de corredores de transportes e reordenamento viário com semaforização da Ria Jeribá com Av. Ministro José Arinos; da Jeribá com a Rua Raul Pires Barbosa; da Av. Ricardo Brandão com a Rua Pestalozzi e da Av. Euler de Azevedo com a Av. Mascarenhas de Moraes.

Os terminais de ônibus terão ainda implantado o serviço permanente da Guarda Civil Metropolitana levando mais segurança e tranqüilidade para todos os usuários do transporte coletivo.

Já a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Sisep) vai pavimentar e recapear 200 km de vias em todas as sete regiões. Será implantado um novo acesso viário para o Aeroporto Internacional. Também será implantado um Centro de Controle de inundação para suporte à decisão sobre a rede de drenagem de águas pluviais urbanas e ações correlatas, além de elaborar um cadastro de drenagem da Capital.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui