PREFEITURA INTERDITA PONTOS DE ACESSO À REGIÃO DA ESPLANADA FERROVIÁRIA DURANTE O PERÍODO DE CARNAVAL

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), instalou tapumes na região da Esplanada Ferroviária, em frente ao monumento Maria Fumaça, para evitar qualquer tipo de aglomeração na região, que é tradicionalmente palco das festividades de blocos de Carnaval em Campo Grande. A interdição teve início nesta sexta-feira (12) e segue até o dia 19 de fevereiro.

A Guarda Metropolitana Municipal, em parceria com a Agetran e a Polícia Militar, vai realizar o fechamento de algumas vias naquela região, para garantir que não haja qualquer tipo de aglomeração. O órgão também irá redobrar o patrulhamento nos Altos da Afonso Pena, Mirante do Aeroporto, Orla Morena, Lagoa Itatiaia e Praça do Papa.

As ações fazem parte das medidas de biossegurança adotadas na Capital, visando preservar a população e evitar o contágio do novo coronavírus, diante da pandemia da Covid-19, e atende ao decreto n. 14.628, de 9 de fevereiro de 2021, que determina a suspensão de quaisquer atividades que possam acarretar em aglomeração e reunião de pessoas, seja em espaço público ou privado de uso coletivo, com ou sem acesso ao público em geral e em ambiente aberto ou fechado, que tenham por finalidade realizar comemorações de festas carnavalescas e dá outras providências.

Conforme o documento, disponível na edição n. 6.201 do Diogrande, entre os dias 12 a 17 de fevereiro de 2021, em todo o território do Município de Campo Grande (MS), em razão da emergência de saúde pública disseminada pela Covid-19, determina-se a suspensão de quaisquer atividades que possam acarretar em aglomeração e reunião de pessoas, seja em espaço público ou privado de uso coletivo, com ou sem acesso ao público em geral e em ambiente aberto ou fechado, que tenham por finalidade realizar comemorações de festas carnavalescas

Também no período de 12 a 17 de fevereiro de 2021, fica determinado:

I – proibição em realizar festas e eventos, tais como blocos de carnaval, manifestação cultural carnavalesca, shows musicais em geral e similares, seja em espaço público ou privado de uso coletivo, com ou sem acesso ao público em geral, inclusive em logradouros, clubes, salões e congêneres;

II – vedação de uso de pistas de dança, assim como a prática de dança pelas pessoas presentes em estabelecimentos com atividades de entretenimento autorizadas, conforme alvará de localização e funcionamento respectivo, como bares, restaurantes e similares;

III – vedação do consumo de produtos e bebidas em lojas de conveniência, visando evitar a aglomeração de pessoas no local;

IV – proibição do compartilhamento de objetos, inclusive narguilés e tererés;

V – suspensão de outras atividades que possam acarretar em aglomeração de pessoas, ainda que não descritas nos incisos anteriores, que tenham por finalidade realizar comemorações de festas carnavalescas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui