Lisca dá versão do América-MG sobre confusão e acusa Cruzeiro: “Humilharam nossos jogadores”

O técnico Lisca deu sua versão sobre a troca de farpas ocorrida durante todo o jogo entre os bancos de Cruzeiro e América-MG. Ele afirmou, em coletiva de imprensa, que os jogadores do Coelho foram humilhados e que, após o gol cruzeirense, membros da Raposa que estavam no banco provocaram colocando a mão nos órgãos genitais.

Lisca não citou quem cometeu o ato do banco de reservas e quem teria humilhado os jogadores do Coelho. Ele, entretanto, disse que o América irá sempre responder às provocações.

– A confusão é de campo, normal. Discussões que acontecem. Logo depois do gol deles, o banco provocou, botou mão em órgãos genitais, falou um monte de coisa, e o América não vai aceitar mais isso. Não vai mais aceitar. Se tiver provocação de lá, vai ter daqui também, se falar de lá, vamos falar daqui. Quando eles estavam ganhando o jogo, humilharam nossos jogadores, falaram um tanto de porcaria e nós também vamos fazer. O que é do campo morreu, vida que segue, futebol é assim mesmo.

Lisca América-MG — Foto: Mourão Panda

Lisca América-MG — Foto: Mourão Panda

No clássico válido pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro ganhava até os 40 minutos do segundo tempo, com gol de Rafael Sobis. Mas o América reagiu em quatro minutos, com gols de Alê e Ademir.

Após a partida, mais confusão. Agora na saída de campo e também no espaço que dá acesso aos vestiários do clube. Lisca disse que não acompanhou a confusão, mas afirmou que a confusão serviu, para o Cruzeiro, para tirar o foco da derrota de virada.

– O que aconteceu fora do campo ei não vou poder falar porque não vi. Eu estava aqui dentro do vestiário. Logo que o juiz terminou o jogo eu desci tranquilamente. Parece que alguns jogadores do Cruzeiro vieram. Eu vejo isso mais como um desvio de foco de uma derrota de virada. Sei que perder é doloroso. Eles foram experientes em tentar desviar o foco do resultado, mas também faz parte do jogo. Não aconteceu nada, foi tudo resolvido dentro do campo. Vamos lá. Vida que segue.

Com o triunfo, o América amplia a vantagem no confronto com o Cruzeiro. Agora, no próximo domingo, no Independência, pode até perder por um gol de diferença que, ainda assim, chegará à final do Campeonato Mineiro. Lisca não estará no banco, pois levou o terceiro cartão amarelo.