Fluminense empata na Libertadores

Autor do gol no empate em 1 a 1 com o Junior Barranquilla nesta quinta-feira (6), Kayky não apenas ajudou o Fluminense a se manter na liderança do Grupo D da Libertadores, como também escreveu seu nome na história do clube. Aos 17 anos, se tornou o jogador mais jovem a marcar pelo Tricolor na competição continental.  Antes, o recorde era de Wellington Nem, que marcou contra o Huachipato com 21 anos e 21 dias, em 2013.

O menino, que chegou a três gols na carreira, não escondeu a felicidade e comemorou o feito após a partida, que aconteceu em Guayaquil, no Equador, em função dos protestos na Colômbia.

“Fico feliz de poder ser o jogador mais novo a marcar pelo Fluminense nessa competição. Estava ansioso por esse gol. Já vinha buscando nos outros jogos e ele não estava saindo. Mas graças a Deus hoje saiu”, celebrou o camisa 37.

“Fico feliz de poder ser o jogador mais novo a marcar pelo Fluminense nessa competição. Estava ansioso por esse gol. Já vinha buscando nos outros jogos e ele não estava saindo. Mas graças a Deus hoje saiu”, celebrou o camisa 37.

E o gol não foi uma obra do acaso. Muito pelo contrário. Segundo Kayky, ele foi fruto de muito treino no dia a dia do Fluminense.

“A gente trabalha essa jogada. Os jogadores maiores atacam o primeiro pau para desviar para o segundo e graças a Deus fui feliz”, contou o garoto.