Diretor do Atlético-MG discute com dirigentes do Fortaleza após partida no Mineirão; veja

O clima esquentou após a vitória do Atlético-MG por 2 a 0 sobre o Fortaleza, no Mineirão. A reportagem da Globo presenciou um bate boca entre o diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano, e integrantes da comissão técnica e diretoria do Leão do Pici, no local que dá acesso ao gramado do estádio (veja no vídeo acima).

A reportagem não identificou, no momento da confusão, o motivo da discussão. A imagem mostra Rodrigo Caetano junto de membros do staff e da segurança do Atlético em discussão com seguranças e pessoas do Fortaleza, inclusive atletas do clube cearense.

Dirigentes de Atlético-MG e Fortaleza discutem após jogo pelo Brasileiro, no Mineirão — Foto: Reprodução/Premirere

Dirigentes de Atlético-MG e Fortaleza discutem após jogo pelo Brasileiro, no Mineirão — Foto: Reprodução/Premirere

Em um dado momento da discussão, Rodrigo Caetano acena com a mão direita e deixa o local, em direção ao vestiário atleticano.

Os dois clubes foram procurados para tratar sobre o tema. O Atlético, via assessoria, informou que “foi uma discussão pós-jogo, quando os ânimos ainda estão acirrados, mas sem qualquer consequência na boa relação entre os clubes”.

O Fortaleza enviou uma nota:

“O Fortaleza Esporte Clube esclarece que durante o decorrer da partida, o Sr. Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, fez provocações e proferiu xingamentos direcionados à diretoria e staff tricolor. Ao descer para o vestiário, as provocações continuaram. Por tudo isso, a diretoria interveio para controlar a situação e finalizar a discussão”.

Desgaste antigo

 

No primeiro turno, no Castelão, os bastidores de Fortaleza x Atlético também foram agitados. Na vitória do Leão do Pici por 2 a 1, a diretoria do Galo reclamou que dezenas de pessoas estavam nas arquibancadas do Castelão, torcendo durante a partida. Na ocasião, o clube alvinegro realizou uma representação formal à CBF.

Já Rodrigo Caetano viveu situação semelhante quando ainda era diretor de futebol do Internacional. Também no Castelão, o clube gaúcho reclamou de uma pressão de “mais de 80 pessoas” nas arquibancadas sobre a arbitragem. O Inter foi derrotado por 1 a 0, na ocasião, e também reclamou formalmente à CBF.