Deputado Amarildo Cruz é contra a privatização dos Correios

O uniforme amarelo e a bicicleta conduzida pelo carteiro estão na memória afetiva dos brasileiros. Com mais de três séculos e meio de existência, os Correios e seus servidores construíram uma história sólida, baseada em um serviço dinâmico e de qualidade. Tudo genuinamente nacional. Presente em mais de 5.570 municípios, entregando em média, 15,2 milhões de objetos postais por dia, levando cidadania e integrando os brasileiros.
A Câmara deve votar até agosto o projeto que quebra o monopólio dos Correios e abre a empresa pública para o capital privado. Depois, a proposta ainda precisará passar pelo Senado. A venda da estatal pode deixar regiões do país sem o serviço, pois não haveria interesse da iniciativa privada em algumas áreas. Cidades essencialmente rurais, como muitas do interior do Mato Grosso do Sul, podem ser impactadas de forma negativa.
Há anos fazemos a defesa da instituição e dos direitos de seus trabalhadores, como mostra a imagem de 2017. Momento de greve por melhores condições de trabalho. Continuamos na batalha para manutenção dos Correios, seus trabalhadores e da empresa 100% brasileira.
Pode ser uma imagem de 15 pessoas, pessoas em pé e texto que diz "ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SETOR CAMPANHH SALARIAL 2017 2018 Correios: uma história de Amor com o Brasil que querem acabar. #DIREITOS NÃO SE RETIRAM. SE AMPLIAM# SINTECT-MS CORREIOS INDICATO RABALHADORES ELEGRAFOS GROSSO SUL CUT FENTECT"
Amarildo Cruz

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui