Após 40 anos de espera, “divisa” do Nova Lima com Anache comemora chegada do asfalto

Parte da região do Nova Lima, próxima ao Hospital São Julião, por onde foi iniciada a ocupação populacional do loteamento, começou a receber asfalto nesta semana. Uma reivindicação de 40 anos, comemorada especialmente pelos moradores mais antigos, a maioria, na faixa etária acima de 60 anos. Nesta etapa a infraestrutura está chegando ao trecho que faz divisa com o Jardim Anache, asfaltado ano passado. Foram implantados 1,2 km  de drenagem e estão em execução 2,4 quilômetros.  O restante do bairro será contemplado  na etapa  C,  programada para 2021.

O aposentado Manoel Severino, 73 anos, interrompeu por alguns minutos seu trabalho na lavoura de mandioca que cultiva há mais 10 anos numa área na esquina da Avenida Cândido Garcia com a Rua Acrópole, para testemunhar a movimentação das equipes. “Cheguei aqui quando isto era praticamente uma fazenda”, relata. “Foram anos de espera, que nem contava estar vivo para morar no asfalto”, complementa.

O comerciante  Felipe Cásar, que gerencia o depósito de construção da família, acredita em crescimento das vendas com a chegada do asfalto. A loja fica na Avenida Cândido Garcia com a Rua Abrão Anache.

João Batista Silva, 68 anos, residente na Rua dos Poetas, planeja com a chegada do asfalto fazer algumas melhorias na casa, principalmente na fachada. “Sem barro e poeira, fiquei mais animado e vou fazer uma pequena reforma”, anuncia.

Com a reprogramação do projeto do Complexo Anache concluído ano passado, a Prefeitura garantiu o asfaltamento de trechos da Avenida Cândido Garcia, entre a Alexandrino de Alencar e a Rua da Prata, além das  ruas dos Poetas, Capitólio, da Prada, Ida Baís, Alberto Veiga e Amambai. Na primeira fase  das obras do Jardim Anache, já concluída, a Prefeitura investiu R$ 10,3 milhões, com a execução de 2,2 km de drenagem e 8,7 quilômetros de pavimentação em 44 ruas.

Outra frente de serviço

Enquanto a frente de pavimentação  no Anache/Nova Lima já está em andamento, tão logo a Energisa providencie a readequação da rede de energia com a remoção dos postes, será iniciada uma frente de serviço em outro extremo do Nova Lima.  Serão executados 2,2 km de drenagem e 3,6 km de pavimentação.  Está programada a pavimentação do trecho inicial da Avenida Francisco Pereira Coutinho, numa extensão de 1,3 km (entre a Martim Afonso de Souza e a Avenida Zulmira Borba). No ponto em que a Francisco Pereira Cunha se encontra com a Martim Afonso de Souza será construída uma rotatória.

Também  será asfaltada a Rua Tocuma (prolongamento da Rua Martim Afonso de Souza), que vai se conectar com a Avenida Marquês de Herval, o Corredor do Nova Lima,  que terá mais 1,1 quilômetro recapeado (dentro do Nova Lima, Etapa B).

Investimento

O  Complexo José Tavares é um projeto de drenagem, pavimentação e recapeamento, com investimento de quase R$ 19 milhões, abrangendo quase 6 km de drenagem (exatos 5,9 km), 14,9 km de pavimentação de 45 ruas localizadas no perímetro acima da Rua Francisco Pereira Coutinho,  entre as  ruas  Marquês de Herval (o Corredor do Nova Lima) e Venam Soares, no Vida Nova.

Mais de 85% do asfalto foi concluído, beneficiando os conjuntos habitacionais Oscar Salazar, José Tavares e Parque Iguatemi. Até agora foram executados 5,4 km de drenagem e 14,1 pavimentação.