Alonso diz que 2º lugar não era respeitado na Ferrari: “Era um funeral”

O GP de Mônaco teve um sabor agridoce para Carlos Sainz. O espanhol conquistou a segunda posição, a melhor de sua carreira, e levou a Ferrari ao primeiro pódio nesta temporada da Fórmula 1. Ainda assim, o piloto não saiu completamente satisfeito. Um sentimento que o compatriota Fernando Alonso conhece bem. Hoje à frente da Alpine, o bicampeão mundial recordou os anos na equipe italiana e afirmou que segundo lugar não era respeitado.

– Lembro-me também de cinco ou seis anos atrás, quando eu estava fazendo nove ou 10 pódios por temporada, segundo (lugar para mim), era um funeral depois na coletiva de imprensa, porque: “quando você vai ganhar?” E agora, quando vejo que tenho 97 pódios, acho que especialmente os últimos cinco ou seis anos desses pódios não foram respeitados – disse Alonso, à “Autosport”.

Alonso guiou a Ferrari entre 2010 e 2014, período em que terminou na segunda posição da temporada por três vezes. Seu último pódio na Ferrari, e também na Fórmula 1, foi um terceiro lugar no GP da China de 2014. De volta à principal categoria do automobilismo depois de dois anos afastado, o espanhol teve como melhor resultado até agora uma oitava posição no GP de Portugal pela Alpine.