Alemão monta quebra-cabeças de mais de 50 mil peças

Foram necessários quatro meses e meio para que um fanático alemão montasse um quebra-cabeças de 54 mil peças – que ele afirma ser o maior do mundo.

“Trabalhei entre quatro e cinco horas por dia, todos os dias, e uma vez por semana durante o dia todo, o que parecia uma maratona de 12 a 14 horas”, disse à agência Reuters Peter Schubert, que se autodenomina “O Rei do Quebra-cabeça”, enquanto unia as 108 partes do quebra-cabeças “Viagem ao redor da arte”.

A vasta imagem tem 8,64 metros de largura e 2,04 metros de altura e mostra uma galeria de arte, completa com visitantes admirando as paredes, adornadas com obras de arte famosas como “O Beijo”, de Gustav Klimt, “Campo de Papoulas”, de Monet, e “Garota com o Brinco de Pérola”, de Johannes Vermeer.

O que começou como uma distração para Schubert há cerca de 16 anos é agora sua “força motriz”. Ele já montou por volta de 430 mil peças em sua vida, segundo seus próprios cálculos, e ainda acha isso emocionante.

“É um choque de adrenalina todas as vezes. Meu maior objetivo é formar a figura correta, por isso é tão excitante”, ele disse enquanto acertava cuidadosamente as partes de “Viagem ao redor da arte”.

“Tenho um sentimento muito positivo quando chego ao final, porque existe um certo reconhecimento”, acresentou.

Schubert, que tem como meta atingit a marca de 500 mil peças com seu próximo trabalho, espera agora ver sua conquista reconhecida no Livro Guinness dos Recordes.