Westbrook fazendo história

Não há um só dia na NBA que os números não impressionem os apaixonados pelo jogo. A rodada de sábado, podemos dizer assim, foi um dia clássico! Russell Westbrook anotou mais um triplo-duplo na carreira e está bem pertinho de bater o recorde nas estatísticas, Curry distribui pontos em quadra, Grayson Allen acertou 7 em 10 tentativas de bolas de longa distância e, até no duelo sem LeBron James e Donovan Mitchell, Lakers e Utah equilibraram a partida e forçaram a prorrogação.

Westbrook fazendo história

Na vitória do Washington Wizards contra o Detroit Pistons por 121 a 100, Russell Westbrook anotou mais um triplo-duplo com 15 pontos, 14 rebotes e 11 assistências. Foi o sétimo triplo-duplo consecutivo de Westbrook e seu 25º na temporada. O jogador de 32 anos já produziu pelo menos 25 triplo-duplos em quatro temporadas diferentes, a maior na história da NBA.

Westbrook agora ostenta 171 triplo-duplos de carreira, apenas 10 atrás do recorde de 181 de Oscar Robertson. O Hall da Fama, que estrelou no Cincinnati Royals e Milwaukee Bucks, já chegou a presentear Westbrook em 2017 com um troféu comemorativo após o armador ter batido o recorde de Robertson de números de triplo-duplo em uma única temporada.

Curry com 47 pontos, mas sem a vitória

Stephen Curry fez cestas impressionantes, até milagrosas. Anotou 47 pontos mas não garantiu a resultado para o Golden State Warriors, que perdeu para o Boston Celtics por 119 a 114. Curry chegou ao décimo jogo consecutivo com 30 pontos ou mais. Do outro lado da quadra também havia um craque e um amigo: Jason Tatum. O astro dos Celtics somou 44 pontos e fez um duelo incrível, merecendo um abraço.

Allen em noite iluminada

Grayson Allen acertou 7 de 10 arremessos de 3 pontos e marcou 26 pontos para liderar o Memphis Grizzlies na vitória sobre o Milwaukee Bucks por 128 a 115. Os números conquistados nos chutes de longa distância foram o ponto alta da carreira de Allen. O desempenho de Giannis Antetokounmpo, que fez 28 pontos, 11 rebotes e oito assistências, não foi suficiente para a virada do Milwaukee.

Spurs dominante contra os Suns

O San Antonio Spurs teve uma vitória surpreendentemente dominante por 111 a 85 sobre o Phoenix Suns, na noite de sábado. Mesmo sem os seus principais jogadores de rotação, incluindo o craque DeMar DeRozan, controlou quase todo o jogo. Drew Eubanks teve um papel importante no resultado e fez seu segundo nos últimos quatro jogos. O Suns tiveram sua sequência de dez vitórias em casa interrompida e caiu para 40-16 na temporada.

Duelo sem craques totalmente equilibrado

LeBron James não entrou em quadra pelos Lakers. O companheiro de título e protagonismo Anthony Davis também ficou fora, assim como Marc Gasol. O Jazz também não contou com seu astro Donovan Mitchell, que torceu o tornozelo. Rudy Gobert e Mike Conley foram desfalques. Ficou justo, né?! E equilibradíssimo. Los Angeles Lakers e Utah Jazz fizeram um jogo muito disputado. Dennis Schröder forçou a prorrogação e garantiu a vitória para os Lakers por 127 a 115.

A força do banco dos Bulls

Foram 45 pontos vindos do banco do Chicago Bulls. Que ajuda! Somados aos 25 de Nikola Vucevic, o Chicago Bulls encaminhou o jogo e conseguiu vencer o Cleveland Cavaliers por 106 a 96. Foi a quinta derrota consecutiva dos Cavs. Os Bulls continuam sem o All-Star Zach LaVine, que segue o protocolo de saúde e segurança da NBA e não está com a equipe.