Vereadores tomam posse no dia 1º de janeiro para 11ª Legislatura e elegem Mesa Diretora

Os 29 vereadores eleitos e reeleitos para a Legislatura de 2021 a 2024, prefeito e vice-prefeita de Campo Grande serão empossados no dia 1º de janeiro, em solenidade na Câmara Municipal de Campo Grande. A posse inicia às 17 horas e será transmitida pelo Facebook (https://www.facebook.com/camaracgms) e Youtube (https://www.youtube.com/camaramunicipalcg) da Casa de Leis, com restrições à presença do público e cumprindo medidas de biossegurança como forma de evitar a transmissão do coronavírus.

Serão empossados os vereadores Ayrton Araújo (PT), Betinho (Republicanos), Beto Avelar (PSD), Camila Jara (PT), Carlão (PSB), Clodoilson Pires (Podemos), Coronel Alírio Villasanti (PSL), Delei Pinheiro (PSD), Dr. Jamal (MDB), Dr. Loester (MDB),  Dr. Sandro Benites (Patriota), Dr. Victor Rocha (PP), Edu Miranda (Patriota), Gilmar da Cruz (Republicanos), João César Mattogrosso (PSDB), Junior Coringa (PSD), Marcos Tabosa (PDT), Otávio Trad (PSD),  Papy (Solidariedade),  Prof. André (REDE),  Prof. João Rocha (PSDB),  Professor Juari (PSDB), Professor Riverton (DEM), Ronilço Guerreiro (Podemos), Silvio Pitu (DEM), Tiago Vargas (PSD),  Valdir Gomes (PSD),  William Maksoud (PTB) e Zé da Farmácia (Podemos), além do prefeito Marquinhos Trad e da vice-prefeita Adriane Lopes.

Todos foram diplomados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS). A solenidade de diplomação ocorreu no dia 16 de dezembro, sendo fechada somente aos vereadores eleitos para a 11ª Legislatura, prefeito e vice-prefeita.

Logo após a posse, também no prédio da Câmara Municipal, acontece a eleição da Mesa Diretora para o biênio 2021/2022, composta dos cargos de presidente, primeiro, segundo e terceiro vice-presidentes, além de primeiro, segundo e terceiro secretários. As chapas são apresentadas no início da sessão e a votação é feita por chamada nominal dos vereadores.

Medidas de segurança 

Serão seguidas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e decretos municipais. O Decreto 14.566, por exemplo, proíbe festas, eventos e reuniões acima de 40% da capacidade de lotação permitida e com a limitação de 80 pessoas – normas que serão cumpridas na solenidade de posse. Inicialmente, o evento seria realizado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes, como ocorreu em anos anteriores. Mas, por conta da pandemia, foi feita a opção por uma solenidade mais restrita, no prédio da Casa de Leis.

Será obrigatório uso de álcool em gel e aferição de temperatura antes de entrar no local. Todos devem também usar máscaras e será respeitado distanciamento social. Haverá presença de enfermeiro e ambulância no local. O controle de acesso ao Plenário será feito mediante apresentação de convite individual. O evento será fechado ao público, sem presença da imprensa e dos assessores dos vereadores.

#PraCegoVer – Fotografia da entrada do prédio da Câmara Municipal, nas cores azul e cinza. No canteiro central, logo a frente, na Avenida Ricardo Brandão, a imagem de um ipê rosa. Fim da descrição.