Unidades organizam fluxo para dar mais agilidade ao atendimento de casos suspeitos de Coronavírus (COVID-19)

Unidades Básicas e de Saúde da Família (UBSs e UBSFs) de Campo Grande adoraram novo fluxo para dar mais celeridade aos atendimentos a pacientes com sintomas característicos do Coronavírus (Covid-19), como febre junto com tosse, dor de garganta ou dificuldade respiratório, e consequentemente assegurar as medidas de controle precoce evitando a disseminação do vírus, através do protocolo de triagem (Fast Track), instituido pelo Ministério da Saúde.

A coordenadora da Rede de Atenção Básica de Campo Grande, Glória Araújo, explica que o método irá acelerar o atendimento de casos suspeitos pelas equipes da Atenção Primária nos postos de saúde, impedindo a circulação e o contágio do vírus nesses ambientes.

A medida é voltada para pacientes com risco de infecção pelo novo coronavírus, priorizando pacientes do grupo de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas e autoimunes, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto).

Assim que chegarem ao posto de saúde com os sintomas de gripe, os pacientes serão encaminhados para um ambiente de isolamento respiratório, evitando a circulação e contágio local de outros pacientes.

A USF São Benedito, por exemplo, foi uma das unidades que organizou o ambiente interno para garantir a segurança dos pacientes e dos servidores. Bancos e cadeiras foram marcados e organizados a um distância de 1,5m entre uma pessoa e outra. A medida também foi adotada pela Clínica da Família Iracy Coelho e pelas USFs Albino Coimbra, Mata do Jacinto, Oliveira, José Tavares, entre outras.

A orientação é para que as pessoas procurem somente o serviço de saúde se tiverem sintomas mais presentes, como tosse, dor de garganta, febre persistente mesmo com o uso de antitérmico. Caso tenha esses sintomas associados a falta de ar deve procurar imediatamente o serviço de urgência.

Nesta segunda-feira (30) a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) lançou um serviço de teleconsulta para atender pacientes com suspeita de coronavírus e outras doenças respiratórios. Caso haja dúvida a pessoa pode entrar em contato através do número (67) 2020-2170 para receber orientações.