UNIDADE DE ACOLHIMENTO DA SAS RECEBE DOAÇÃO DE ESTRUTURA COM MATERIAL CULTURAL

Livros, brinquedos, jogos e figurinos inspirados em personagens de histórias infantis irão enriquecer as atividades das crianças da Unidade de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (UAICA II), localizada no Jardim Panamá.

A unidade foi contemplada com o projeto “Armarinho, Cantinho da Imaginação”, iniciativa da Secretaria Especial da Cultura e do Ministério do Turismo, com o patrocínio do Grupo Pereira, que agrega a Rede Comper e Fort Atacadista, responsável pela doação da estrutura, também composta por um projetor, DVD’s, caixa de som, adereços e um armário onde o kit é organizado. Ao todo, o kit é composto por 191 produtos.

A entrega do material contou com a presença da secretária-adjunta da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), Thelma Fernandes, da superintendente da Rede de Proteção Especial, Thereza Cristina Miglioli Bauermeister e da coordenadora da UAICA II, Fernanda Moreira.

De acordo com Angélica Nascimento, analista de eventos da produtora cultural criadora do projeto, a escolha pela UAICA II partiu do grupo patrocinador e tem a proposta de difundir a leitura e promover atividades lúdicas e pedagógicas. “Com a pandemia precisamos paralisar as atividades, mas estamos conseguindo resgatar essas ações para que as crianças tenham algo novo, uma vontade maior de aprender e possam desenvolver melhor sua comunicação”, afirmou.

Todos os materiais serão utilizados pelos educadores da unidade na preparação de atividades e pelas crianças em apresentações teatrais e rodas de leituras, sempre obedecendo as medidas de biossegurança.

O gerente da Rede de Proteção Social Especial de Alta Complexidade da SAS, Artêmio Versoza, disse que a doação do material será um complemento importante no projeto pedagógico da unidade.

“Agradecemos muito pela escolha de uma unidade nossa porque as crianças acolhidas aqui necessitam de muito carinho e esse material vai contribuir para o despertar da criatividade e valorização delas”, destacou

Segundo Ana Luiza Corbelino, coordenadora de Projetos Sociais do grupo que fez a doação do material, a ideia foi atender crianças em situação de vulnerabilidade.

“Nossa intenção é transformar a vida dessas crianças, principalmente neste período de pandemia, onde as atividades estão muito restritas. Levar um pouco dessa ludicidade para um momento como este, significa proporcionar um pouco de acalento para a vida delas”, pontuou.

Acolhimento

As Unidades de Acolhimento Institucional, subordinadas à Superintendência de Proteção Social Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social, tem como finalidade oferecer acolhimento provisório para crianças e adolescentes com faixas etárias de 0 a 18 anos incompletos, afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva, que se encontram sob ameaça ou violação de direitos e que estão aguardando a reintegração em família de origem ou substituta, de forma a assegurar os seus direitos constitucionais.