Umidade do ar na casa dos 20% requer cuidados especiais

Uma grande massa de ar seco predomina sobre Mato Grosso do Sul durante o fim de semana, causando desconforto na população. Os níveis de umidade ficam na casa dos 20% e 30%, considerado estado crítico pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Especialistas afirmam que quando o tempo está muito seco, as vias respiratórias fazem um esforço maior, e as defesas do corpo diminuem. Assim surgem as viroses, alergias, inflamações por bactérias, rinites, sinusite, asma e o ressecamento da pele.

Publicidade

Algumas medidas simples, podem ajudar a aliviar e prevenir os sintomas: Abuse do hidratante corporal, evite banhos demorados com água morna, fuja do ar condicionado, prefira umidificador ou toalhas úmidas nos ambientes da casa, use sabonetes e shampoos neutros, hidrate os lábios, e o principal: beba muita água. A recomendação diária é de dois litros, o equivalente a oito copos.

A água é essencial para o bom funcionamento do organismo, e pode ser ingerida natural ou saborizada, que além de aumentar o frescor, pode trazer benefícios antioxidantes, anti-inflamatórios, termogênicos, alcalinizantes, ou diuréticos, dependendo da fruta/alimento escolhido.

Lavar o nariz e os olhos com soro fisiológico também ajuda a aliviar o desconforto causado pelo tempo seco. Mas atenção: Lavar com água da torneira não adianta, pois ela não é pura e contém cloro, que pode irritar ainda mais as narinas.

Outra sugestão, é evitar a exposição ao sol e a pratica de exercícios físicos entre as 10 e as 16 horas.