UFC: Marvin Vettori e Kevin Holland fazem luta de futuros desafiantes a Israel Adesanya

O caminho rumo à disputa de cinturão do peso-médio contra o nigeriano Israel Adesanya ficará mais curto para Marvin Vettori ou Kevin Holland neste sábado. O italiano e o americano fazem a luta principal do UFC em Las Vegas, que acontece em um horário pouco comum: 13h (de Brasília). Como o torneio teria como adversário original de Vettori o inglês Darren Till, a organização programou o card para que fosse exibido no horário nobre na Europa. Mesmo com a saída de Till do torneio por lesão, a programação não foi alterada.

Marvin Vettori não escondeu a tensão na encarada com Kevin Holland após a pesagem do UFC — Foto: Getty Images

Marvin Vettori não escondeu a tensão na encarada com Kevin Holland após a pesagem do UFC — Foto: Getty Images

Para Vettori, uma vitória sobre Kevin Holland o coloca como o próximo desafiante natural ao cinturão. O italiano já enfrentou Israel Adesanya, e foi derrotado por decisão dividida em uma luta equilibrada.

– O normal é que eu seja o próximo desafiante. Sabem por que? Porque os outros não conseguem. Pela ordem das coisas, eu tenho que passar a frente deles. Se existe uma caneta na mesa e você não está lá para defendê-la, eu vou lá e pego a caneta, porque você não está lá para defendê-la. Simples assim. Vou enfrentar um novo adversário, mas não é nada de mais. Fizemos alguns ajustes, e é isso. Não me interessa quem está do outro lado. Vou entrar lá e vencer, e é isso – disse o italiano.

Após ser derrotado por Derek Brunson no UFC do dia 20 de março, e tendo a sua performance marcada pelo exagero na hora de falar com o adversário durante a luta e até mesmo com pessoas fora do octógono nos intervalos dos rounds, Kevin Holland deixou claro que, desta vez, falará menos e fará o que tem que fazer contra Vettori.

– Todo mundo gosta do falastrão até o falastrão perder. A partir daí ninguém gosta mais do falastrão. Agora vai ser diferente. É matar ou morrer. Vou lá fazer o que tenho que fazer, e pronto. Vou subir lá, vencer e voltar pra casa. Simples assim – disse Holland, que na encarada após a pesagem apenas esfregou as mãos e evitou contato com Vettori, mesmo quando provocado pelo italiano.

Serviço do UFC

 

Combate transmite o “UFC Vettori x Holland” ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir das 12h30 (horário de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com mostram o “Aquecimento Combate” e as duas primeiras lutas ao vivo no mesmo horário; o site acompanha todo o evento em Tempo Real.

Duelo de mães no card principal

 

Não existe motivação maior para uma mãe do que os seus filhos. Essa máxima pode ser aplicada para a luta entre as pesos-palhas Nina Nunes (ex-Ansaroff, que mudou seu sobrenome para o da sua esposa, a brasileira Amanda Nunes) e Mackenzie Dern. Com uma gestação mais recente, a americana fará sua primeira luta após o nascimento da pequena Reagan. Já a brasileira é uma veterana quando o assunto é lutar já tendo uma filha – a pequena Moa, de um ano e dez meses.

Nina Ansaroff Mackenzie Dern se encaram após a pesagem do UFC Vettori x Holand — Foto: Getty Images

Nina Ansaroff Mackenzie Dern se encaram após a pesagem do UFC Vettori x Holand — Foto: Getty Images

– Acho que essa luta foi muito bem casada para mim. Por ela ser uma striker desde o início, realmente quando cai no chão é muito peixe fora da água. Porém, a Nina não é a quinta colocada por acaso. A estudei muito e sei que ela tem uma defesa de quedas muito boa. Acho que ela nunca foi finalizada no UFC. Ela ainda é uma mãe também. Fico muito feliz! Serão duas mães lutando uma contra a outra, achei muito legal o casamento dessa luta, de grappler contra striker, então estou muito feliz como tudo se alinhou e o que isso pode deixar acontecer na frente – disse Dern.

O confronto entre elas será apenas o segundo entre mães na história do UFC – o primeiro foi entre Julianna Peña e Sara McMann, em janeiro passado. Nina espera que a ocasião atraia novas fãs para o MMA.

– Entendo totalmente por que algumas mulheres não fariam isso. Entendo como é difícil, como alguém diria, “Esquece, parei de lutar, vou me aposentar”, porque é duro! Mas isso alcança outro público. Um homem vai assistir a uma luta do UFC, porque há mais homens fãs do que mulheres, aí a esposa dele passa e vê duas mães lutando e isso vai fazer da mulher uma fã instantaneamente, porque elas sabem como é difícil ter um filho, imagine treinando e competindo no nível mais alto. Isso é incrível. Mackenzie é uma garota muito dura, aguenta muita pancada e não para de andar pra frente. Ela tem muita raça e um jiu-jítsu de primeira classe. Eu estou pronta em todos os aspectos. Treino jiu-jítsu há 15 anos com outras campeãs mundiais, de outras categorias, homens e mulheres, então não é novidade para mim.

UFC Vettori x Holland
10 de abril de 2021, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (16h, horário de Brasília):
Peso-médio: Marvin Vettori x Kevin Holland
Peso-pena: Arnold Allen x Sodiq Yusuff
Peso-médio: Sam Alvey x Julian Marquez
Peso-palha: Nina Ansaroff x Mackenzie Dern
Peso-meio-médio: Mike Perry x Daniel Rodriguez
CARD PRELIMINAR (12h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Jim Miller x Joe Solecki
Peso-leve: Scott Holtzman x Mateusz Gamrot
Peso-leve: John Makdessi x Ignacio Bahamondes
Peso-pesado: Yorgan de Castro x Jarjis Danho
Peso-galo: Hunter Azure x Jack Shore
Peso-pena: Luis Saldaña x Jordan Griffin
Peso-meio-pesado: Da Un Jung x William Knight
Peso-meio-médio: Impa Kasanganay x Sasha Palatnikov