‘Trump não irá roubar esta eleição’, diz Biden sobre plano de presidente se declarar vencedor

Segundo site, pessoas próximas dizem que Trump quer declarar vitória na madrugada após a eleição e contestar na justiça votos pelo correio que serão contados depois. ‘Assim que a eleição terminar, entraremos com nossos advogados', diz presidente

O candidato democrata à presidência, Joe Biden, fala durante comício na Community College of Beaver County, em Monaca, Pensilvânia, na segunda-feira (2) — Foto: AP Photo/Andrew Harnik

A campanha do democrata Joe Biden está alertando os eleitores norte-americanos de que – sob nenhuma circunstância – eles devem aceitar uma declaração antecipada de vitória de Donald Trump na noite de terça-feira (3), logo após o encerramento das eleições presidenciais nos Estados Unidos.

“O presidente não irá roubar esta eleição”, disse Biden, após deixar um evento de campanha na Filadélfia e ser questionado por jornalistas, na noite de domingo (1º).

“Em nenhum cenário Donald Trump será declarado vencedor na noite da eleição”, reforçou o gerente de campanha de Biden, Jen O’Malley Dillon, em uma entrevista na segunda-feira.

No domingo, segundo o site Axios, Trump havia dito a pessoas próximas que poderia se declarar vencedor caso os números iniciais apontassem uma grande vantagem republicana no início da apuração, embora já se saiba que dificilmente o resultado será conhecido ainda na madrugada de quarta.

O plano do presidente, acrescentou o site, seria depois contestar nos tribunais os votos que chegassem pelos correios e pudessem virar o resultado a favor de Biden.

Um estado chave para isso seria a Pensilvânia, onde Trump pode ter uma vantagem inicial por causa dos votos presenciais, mas que pode ser revertida com a contagem de um enorme percentual de votos pelo correio, em favor de Biden.

Isso pode acontecer porque uma decisão da Suprema Corte permite que, em alguns estados, votos enviados pelo correio sejam contados mesmo que sejam recebidos três dias após o dia 3 de novembro, desde que tenham sido enviados até essa data limite.

Contestação

Ainda no domingo, Trump negou que declararia uma vitória prematura, mas afirmou: “ Eu acho uma coisa terrível quando as cédulas podem ser coletadas depois de uma eleição. Uma coisa terrível quando os estados têm permissão para tabular as cédulas por um longo período de tempo após o fim da eleição”. Ele disse ainda que “as eleições deveriam ser encerradas no dia 3”.

Em seguida, deixou clara a ameaça: “Acho terrível que não possamos saber os resultados de uma eleição na noite da eleição… Nós iremos na noite, assim que a eleição terminar, entraremos com nossos advogados”.