Torcedora inglesa que faltou ao trabalho por ‘estar doente’ é flagrada em arquibancada e acaba demitida

Uma produtora de conteúdo digital foi demitida depois que o seu chefe a viu comemorando a gol da vitória da Inglaterra sobre a Dinamarca, pelas semifinais da Eurocopa, marcado por Harry Kane, na partida da última quarta-feira (7/7) no estádio de Wembley, em Londres.

Nina Farooqi foi flagrada por uma câmera de TV celebrando o gol, feito na prorrogação, ao lado de uma amiga. Na manhã do dia seguinte, o chefe ligou para ela e a despediu por ter ido ao jogo histórico. Ele estava se dirigindo à estação de trem, por volta das 6h, para ir ao trabalho, quando recebeu a ligação de “não precisava ir”.

Moradora de Ilkley (Inglaterra), Nina tinha alegado doença para não trabalhar naquele dia a fim de poder ir ao jogo com a amiga.

“É uma mistura de emoções: chegamos à final, ainda estou tão eufórica, mas perdi o meu emprego. Minha amiga ganhou os ingressos no trabalho e sabia que eu faria qualquer coisa para ir ao jogo. Não havia como recusar”, explicou Nina ao “Telegraph”.

“Eu me arrependo um pouco, ninguém quer ser demitido, mas eu também teria odiado o arrependimento de ficar fora (do jogo). Eu faria tudo de novo”, completou ela.

O caso repercutiu bastante nas redes sociais. Internautas se dividiram sobre a atitude da produtora. Muitos disseram “entender” a atitude da torcedora, enquanto outros a condenaram pela mentira contada.

“Ela mentiu. Violou as regras do contrato. Não tivemos escolha”, disse Charles Taylor, diretor da Composite Prime e ex-chefe de Nina, de acordo com o “Sun”.

 

Nina (à direita) e uma amiga, em Wembley
Nina (à direita) e uma amiga, em Wembley Foto: Reprodução

 

A Inglaterra encara a Itália na grande final de domingo (11/7), também em Wembley. Nina vai assistir ao jogo em casa, afinal ela não tem ingresso para a partida, a mais importante para os ingleses desde 1966.

FonteExtra