Tite mantém base da Seleção e anuncia jogadores convocados para a Copa América; veja lista

O técnico Tite divulgou, na tarde desta quarta-feira, a lista de jogadores convocados da seleção brasileira para a Copa América.

A relação mantém a base que venceu as últimas duas partidas pelas Eliminatórias, contra Equador e Paraguai. A única mudança é a saída de Rodrigo Caio, do Flamengo, que havia sido convocado para os estes jogos após lesão de Thiago Silva. O veterano do Chelsea já está em fase final de recuperação e deve voltar a treinar com o restante do elenco nos próximos dias.

Tite poderia levar até 28 jogadores para a Copa América, mas optou por chamar quatro a menos.

Confira os 24 convocados por Tite para a Copa América:

  • Goleiros: Alisson (Liverpool), Éderson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras);
  • Laterais: Émerson Royal (Barcelona), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid);
  • Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea).
  • Meias: Casemiro (Real Madrid), Douglas Luiz (Aston Villa), Everton Ribeiro (Flamengo), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United) e Lucas Paquetá (Lyon);
  • Atacantes: Everton Cebolinha (Benfica), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Barbosa (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Richarlison (Everton) e Vini Jr (Real Madrid).

 

O Brasil estreia no torneio no próximo domingo, contra a Venezuela, às 18h, em Brasília. No mesmo dia, às 21h, Colômbia e Equador duelam em Cuiabá no segundo jogo do grupo B, que ainda tem o Peru, que folga na primeira rodada.

A lista de convocados de Tite conta com três atletas que atuam no Brasil: Weverton, do Palmeiras, e Éverton Ribeiro e Gabigol, do Flamengo. Se a Seleção avançar até o fim da Copa América, eles vão desfalcar os respectivos clubes por até nove rodadas do Brasileirão. Eles também podem perder o duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, caso suas equipes se classifiquem.

Junto com a convocação, a CBF informou que Gabigol se queixou de dores musculares na perna direita e foi submetido a uma ultrassonografia que apontou um pequeno edema. Como a lesão é leve, o atacante não foi cortado.

Na última terça, após a vitória sobre o Paraguai pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, os jogadores do grupo brasileiro divulgaram um manifesto em que se criticam a organização da Copa América – que foi transferida para o Brasil, há uma semana, após Argentina e Colômbia, as sedes originais, abrirem mão da competição.

Apesar do posicionamento, os atletas decidiram disputar o campeonato, que volta a ser disputado no Brasil, o atual campeão, após dois anos.

Nas Eliminatórias, o time de Tite lidera com folga: são 18 pontos, com 100% de aproveitamento. A distância para a Argentina, na segunda posição, é de seis pontos. A Colômbia, quinta colocada e que hoje teria que disputar a repescagem, tem oito pontos.

A Seleção é a atual campeã da Copa América, tendo vencido, de forma invicta, a última edição do torneio, também disputada no Brasil, em 2019.