Testemunha diz ter visto príncipe Andrew ‘se roçando’ em Virginia Giuffre, diz site

No início da semana passada, Virginia Giuffre, que acusa o príncipe Andrew de ter sido abusada sexualmente por ele aos 17 anos, em Londres e Nova York, entrou com um processo civil nos Estados Unidos.

O caso de Virginia Giuffre, hoje com 38 anos, menciona a Lei das Vítimas Infantis de Nova York, que ampliou os direitos das vítimas de processar os supostos abusadores. A alegação é que filho de Elizabeth II se envolveu em atos sexuais sem seu consentimento, sabendo da sua idade.

Virginia, hoje com 38 anos, e na foto, aos 17 Foto: Reprodução
Virginia, hoje com 38 anos, e na foto, aos 17 Foto: Reprodução
Agora, de acordo com o The Sun, uma testemunha, um homem chamado Steve Scully, que trabalhava para o financista Jeffrey Epstein, disse ter visto os dois. “Eu estava trabalhando no telefone e ele (Andrew) estava na piscina, com Virginia. Assim que o vi, eu o reconheci. Pensei: ‘Se tivesse uma câmera na minha bolsa agora, teria uma foto de  50 mil dólares’.

Steve diz que eles ficaram se roçando antes de deitarem nas espreguiçadeiras, à beira da piscina.

Ele está convencido de que era Virgínia e ficou impressionado, na época, com a idade dela.”Ela permaneceu como uma criança atrás do pai”. Steve disse estar pronto para dar seu depoimento: “Se os advogados de Virginia ligarem, com certeza falarei com eles e prestarei um depoimento sob juramento, contando o que vi”.

Os abusos contra Virginia teriam acontecido nas propriedades do financista Jeffrey Epstein,  em Manhattan, no Caribe e também em Londres. Epstein foi encontrado morto na prisão, em 2019.