SESAU PUBLICA NORMATIVA ESTABECELENDO ESTRATÉGIAS PARA EVITAR PERDA DE VACINAS

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) publicou nesta terça-feira (09), no Diário Oficial do município (Diogrande), Nota Técnica 02/2021 Imunização/CVE/SVS/Sesau, que dispõe sobre a operacionalização para vacinação contra a Covid-19 em grupos prioritários de Campo Grande.  O objetivo é estabelecer estratégias e orientar os servidores para evitar a perda de doses pelo venciomento após abertura de frascos.

Conforme a nota técnica, os imunizantes enviados a partir do segundo lote pelo Ministério da Saúde são envasados em frascos multidoses, com orientações distitas para aplicação.

A validade após a abertura do frasco do imunizante do Instituto Butantan é de até 08h, enquanto a vacina Fiocruz/Astrazeneca é de 06h. Ambas devem ser mantidas em temperatura de 2ºC à 8ºC e são envasadas em frascos de 10 doses.

A nota orienta que todos os serviços de saúde da Rede Municipal elencados para vacinação devem considerar o prazo de validade de abertura de frascos de forma que evitem a perda de vacina pelo venciomento do tempo após a abertura.

A equipe da unidade de saude tendo a população adstrita cadastrada, deve convocar a população do entorno para vacinação com as doses remanescentes dos frascos antes do vencimento.

Os servidores da unidade deverão fazer a convocação do público alvo preconizado no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, para utilização das doses que ainda restam no frasco. Deve-se ainda realizar a vacinação de acamados que ainda não receberam a primeira dose ou adiatar a segunda dose conforme vacina, se possível conforme fabricante e nota técnicas.

Cada unidade de saúde deverá fazer uma lista nominal com telefone da população de idosos com mais de 60 anos, pessoas acamadas, trabalhadores da saúde e pessoas em outros grupos prioritários que não tenham recebido doses de vacina, residentes próximos da unidade de saúde para que, caso necessário, sejam convocados para receber a vacina que esteja restante antes do vencimento.

Todos os frascos utilizados ou não deverão ser guardados para envio posterior ao serviço de imunização. É necessário o preenchimento do “formulário de perda de vacinas por prazo de validade do frasco ultrapassado”, caso essas doses sobrem na unidade.

A integra da Nota Técnica 02/2021 Imunização/CVE/SVS/Sesau está disponível para downloado clicando aqui.