Senador Nelsinho Trad preside sessão em homenagem a promotores de eventos

Parlamentar destaca importância de associação que representa os profissionais nos últimos 30 anos 
O Senado Federal voltou a atenção, na tarde desta segunda-feira (2), para um dos setores mais prejudicados nos últimos dois anos com a pandemia, o setor de eventos. Sob a presidência do senador Nelsinho Trad, o Plenário enalteceu a importância dos profissionais e do trabalho da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos para fortalecimento e retomada das atividades.
Um dos autores do requerimento proposto pela senadora Daniela Ribeiro (PSD/PB), o senador Nelsinho Trad fez questão de homenageá-la pela iniciativa, para comemorar os 30 anos da associação. “A grande indutora de toda essa movimentação, não só relativa à proposição desta sessão, mas também todas as ações que essa Casa fez por essa categoria, foi ela (senadora Daniela), a primeira palma é para ela, que não pode estar presente por compromissos em seus estado”, discursou o senador Nelsinho Trad.
Para o parlamentar, o evento reforça a necessidade de reconhecer o trabalho em defesa da categoria dos principais difusores da cultura brasileira e, por isso, foram convidados o  presidente da Abrape, Doreni Isaias Caramori Júnior e os diretores Daniel Moraes de Miranda Farias, Nei Moreira Ávila e Mariella de Abreu Souza Benassi, para sessão solene.
Fundada em Brasília, em 1992, a Abrape representa mais de 500 empresas associadas e teve importante papel para mitigar os danos que a pandemia impôs aos profissionais do setor e às suas família. Na sessão desta tarde, o senador Nelsinho Trad lembrou a grande mobilização do setor na aprovação da Lei nº 14.148/2021, que instituiu o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). O projeto que originou a lei foi relatado pela senadora Daniela Ribeiro (PSD/PB) no Senado.
O Perse abrange cinco pontos essenciais para a sobrevivência do setor: refinanciamento de dívidas, créditos para sobrevivência das empresas, desoneração fiscal, manutenção de empregos e condições de adiamento e cancelamento de eventos. “Com as ações ali propostas e os recursos previstos, temos buscado mitigar os danos que a pandemia impôs aos profissionais do setor e às suas famílias, provendo os meios para reerguer os negócios nesse âmbito”, enfatizou.
O projeto, que sempre recebeu o apoio e a atenção dos senadores, em especial da relatora Daniela Ribeiro, foi trazido aos parlamentares sul-mato-grossenses pelo diretor da associação no Centro-Oeste, Jeferson Teixeira, conhecido como Ninho, que registrou a sua vinda ao lado do senador Nelsinho Trad no Plenário. “É uma honra recebê-lo aqui. Assim que a Câmara Federal protocolou esse projeto, eu tomei conhecimento dele pelo Ninho e fiz um pronunciamento da tribuna do Senado pedindo a sensibilidade do governo para socorrer o setor de eventos. Até porque foi o primeiro setor que parou e um dos primeiros a retomar”.
Em 2019, de acordo com estudo da consultoria NewSense para a União Brasileira de Promotores de Feiras, os eventos de negócios presenciais representavam 4,6% do PIB do Brasil. “Vale destacar ainda os dados que a Abrape, homenageada de hoje, também traz para nós. Com 52 áreas de atuação e mais de 23 milhões de trabalhadores envolvidos em 590 mil atividades ao longo do ano, o setor de eventos de cultura e entretenimento movimenta cerca de R$ 270 bilhões e demonstra seu forte potencial para impulsionar a retomada da economia no país,” explicou o presidente da sessão de hoje, senador Nelsinho Trad.
FonteAssessoria do senador Nelsinho Trad

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui