Senador Nelsinho Trad participa de missão nos Estados Unidos voltada à preservação do meio ambiente

Em reunião com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o parlamentar destacou o Pantanal e pediu atenção internacional pela proteção contra as queimadas
O senador Nelsinho Trad (PSD/MS) como presidente do Parlamento Amazônico (Parlamaz), membro da Comissão de Relações Exteriores e médico participa de missão parlamentar nos Estados Unidos para discussões sobre saúde na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 26) e a conservação da Amazônia. “Essa é a semana em que toda a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) está imersa na agenda de tomada de decisão em saúde para região, destacamos como o clima interfere no nosso Pantanal com o aumento de queimadas”, destacou o senador Nelsinho Trad.
Os trabalhos em Washington, nos Estados Unidos, começaram nesta manhã e seguem até quarta-feira com a participação da também do senador Jaques Wagner (PT/BA), presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal e do deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB/SP), presidente da Comissão do Meio Ambiente na Câmara dos Deputados e coordenador da Frente Ambientalista do Congresso Nacional.
Na manhã desta segunda-feira (20), o senador Nelsinho Trad foi recebido pelo ministro-conselheiro da Embaixada do Brasil em Washington, Otávio Briones, e, em seguida, participou da reunião com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). No encontro, o parlamentar sul-mato-grossense saudou o subdiretor da OPAS, Jarbas Barbosa, que já o conheceu em painel virtual promovido pelo Parlamento Andino, onde discutiram temas de integração entre os Parlamentos das Américas. Também estavam presentes o diretor Marcos Espinal, da área de Doenças Transmissíveis e Determinantes Ambientais da Saúde e o diretor de Emergências de Saúde, Ciro Ugarte.
Durante a reunião, o senador Nelsinho Trad mencionou a importância de campanhas educativas voltadas à preservação das riquezas brasileiras, como o Pantanal, principalmente devido ao tempo seco que proporciona o aumento dos focos de calor.
O efeito das queimadas e da estiagem na fauna do Pantanal tem sido devastador. De acordo com o Prevfogo/Ibama e Embrapa Pantanal, de janeiro de 2020 até meados deste ano, queimadas haviam destruído 3,8 milhões de hectares no Pantanal, afetando ao menos 65 milhões de animais vertebrados nativos e 4 bilhões de invertebrados, com base na densidade das espécies presentes nos locais afetados. “Esses animais sofreram tanto impacto direto – como ferimentos ou morte – ou indireto, pela perda de seu habitat. Nós visitamos o Pantanal e vimos de perto”, recordou o senador Nelsinho Trad.
Também mencionou sobre a necessidade de divulgação sobre doenças epidemiológicas provocadas pelas condições climáticas. “Porque a população não conecta as questões de dengue, por exemplo, às questões climáticas”, disse.
Após os esclarecimentos do senador Nelsinho Trad, a diretoria da OPAS se colocou à disposição para subsidiar sessões técnicas do Senado Federal que poderão minimizar os problemas ambientais no Brasil. “A vinda do senador Jaques Wagner e do deputado Rodrigo Agostinho foi produtiva pela defesa do nosso meio ambiente e centramos o nosso tema em favor do desenvolvimento sustentável e pela preservação ambiental”, afirmou o senador Nelsinho Trad.
Para o deputado Rodrigo Agostinho, o encontro com a organização Pan-Americana de Saúde será relevante para a saúde pública do Brasil. “Fiquei muito feliz por poder discutir, compartilhar, estamos muito preocupados com as consequências do aquecimento global que serão muito intensas para saúde pública. Saber quais as estratégias que a organização está adotando é muito relevante para o nosso país que é tropical e muito sujeito às doenças por mudanças climáticas. Ficamos muito contentes com essa oportunidade de diálogo”, afirmou o deputado Agostinho.
O senador Jaques Wagner também considerou positiva a reunião. “Interagindo com foco muito na relação de saúde pública e meio ambiente com o olhar da COP 26 que nós vamos ter em novembro na Escócia. Então, eu acho que foi positivo, vamos fazer troca de correspondência, de relatórios”, disse.
Amanhã, a comitiva participará de painel sobre a Conservação da Amazônia promovido pela Rede Global sobre Desenvolvimento Sustentável e Preservação Ambiental que é composta pelos “caucuses” (grupos parlamentares internacionais).  Ainda nessa terça-feira, haverá o encontro com o secretário-geral da Organização dos Estados Unidos, Luis Almagro.​