SEMED AVALIA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS PARA DESENVOLVER AÇÕES PEDAGÓGICAS

Como parte da estratégia para o ano letivo de 2021, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) implantou o caderno de atividades diagnósticas, o qual ajudará a avaliar o aprendizado dos alunos e também a direcionar as ações pedagógicas a serem desenvolvidas.

O caderno foi entregue aos responsáveis pelos alunos em cada unidade ou via internet – para aqueles que solicitaram à escola – a partir do dia 8 de fevereiro, quando houve o retorno das aulas remotas da Rede Municipal de Ensino (Reme). A aplicação das atividades ocorreu até o dia 17 de fevereiro, já o recolhimento, ontem (18) e hoje (19).

A correção e tabulação dos dados, sob a responsabilidade dos professores em cada turma e escola, será feita a partir do dia 22 de fevereiro. As atividades diagnósticas propostas aos alunos do ensino fundamental, do 1° ao 9° ano, têm como objetivo avaliar a aprendizagem no ano letivo de 2020 e se as ferramentas disponibilizadas para as aulas remotas – por conta da pandemia de Covid-19 – foram bem recebidas e utilizadas de maneira apropriada pelos estudantes.

Para a definição do quantitativo de questões para cada componente curricular, foi considerada a carga horária semanal respectiva de cada disciplina. Da mesma forma, cada componente atendeu à proficiência de quatro descritores ou habilidades referentes ao ano escolar anterior ao que o aluno cursa atualmente.

O atendimento remoto é feito aos estudantes com utilização de plataformas tecnológicas, internet, televisão, rádio e os cadernos impressos que são distribuídos pelas unidades e divididos em caderno de experiências (para alunos das Escolas Municipais de Educação Infantil – EMEIs), atividades (pré-escola) e caderno-base (do 1º ao 9º ano do ensino fundamental). “Mesmo com a situação de doença que o mundo enfrenta, todos os nossos profissionais estão atuando com criatividade, mantendo as aulas de maneira remota, até que o retorno presencial possa ocorrer. Até lá, continuaremos atendendo da melhor maneira e com estas e outras ferramentas”, afirma a secretária Municipal de Educação, Elza Fernandes.

As aulas vão continuar disponíveis, por meio da TV Reme (canal 4.2 da TVE, e Youtube), Rádio Reme (aplicativo) e outros meios utilizados pelos professores e pelas unidades escolares (aplicativos de conversa com vídeos e áudios), conforme a necessidade e adaptação de cada turma. Caso o aluno não tenha acesso à internet, será disponibilizado o caderno da Reme de acordo com o ano escolar, que oferece subsídios iniciais básicos a partir dos conteúdos desenvolvidos de forma contínua ou complementar ao ano letivo de 2020.

“O ensino remoto ocorre com toda a qualidade, atendendo todos os alunos da Reme nos aspectos pedagógico e tecnológico. Nós sabemos que a televisão é um objeto de aprendizagem muito utilizado neste momento. A TV é um instrumento que está em quase todos os domicílios e faz com que a educação possa acontecer. A TV Reme tem um diferencial, ela é feita pelos nossos profissionais que estão nas salas de aula e isso é muito positivo e chama a atenção dos alunos”, disse o superintendente de Gestão das Políticas Educacionais (Suped), Waldir Leonel.

Para os pais que receberam os cadernos de atividades diagnósticas, a avaliação do aprendizado é fundamental na continuidade do ensino. A dona de casa Fernanda Rodrigues, mãe da aluna Eloá – que em 2021 irá cursar o 1º ano, aprovou a metodologia. “Viemos de outra cidade e fomos muito bem recebidos e assessorados pela escola, diretora e professora. Buscamos o caderno e tudo foi muito bem explicado, passaram todas as recomendações para nós. Foi muito tranquilo preencher o caderno porque contamos com a parceria da escola”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui