Semana do produtor rural será incluída no calendário oficial da Capital

Capital de um Estado economicamente dependente da produção rural, Campo Grande terá a semana do produtor inserida no calendário festivo da cidade a partir de 2018. O Projeto de Lei é de autoria do vereador William Maksoud (PMN) e aprovado por unanimidade nesta quinta-feira (9), na Câmara Municipal.

De acordo com o parlamentar, “a proposição visa enaltecer trabalhadores e empreendedores que com seu trabalho cultivam o alimento diário da gente, reforçado com a riqueza da nossa cidade, Estado e País, além de sua contribuição para a situação econômica nacional”.

O projeto prevê ainda que a Semana do Produtor rural compreenda anualmente o dia 25 de julho, data em que se comemora o dia do produtor rural.

Dados da secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), revelam que do total de ICMS arrecadado em Mato Grosso do Sul, a maior parte provém da agropecuária, seguida do comércio, de serviços e da indústria.

A economia estadual está baseada na produção animal, vegetal, extrativa vegetal e indústria rural, indústria, extração mineral, turismo e prestação de serviços. Mato Grosso do Sul possui, por exemplo, um dos maiores rebanhos bovinos do país.

Aprovado, o projeto segue agora para sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD).