Secretário de Saúde fala sobre números da pandemia e cita ações de enfrentamento ao Coronavírus

Realizado pela primeira vez de maneira remota, o Uso da Tribuna contou, durante a sessão desta terça-feira (11), com a participação do secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho. Ele falou sobre os números da pandemia do novo Coronavírus e explicou as ações do poder público para conter o avanço da doença e tratar os pacientes infectados.

“Hoje, estamos com 305 leitos, e terminaremos o mês com 345 leitos no enfrentamento a essa terrível enfermidade. São 240 mil vidas que serão tratadas em um período de quatro meses”, apontou. “Somente a união de esforços poderá somar para apelar à consciência da população, que precisa muito nos ajudar”, completou.

O secretário trouxe, ainda, os dados mais atualizados, referentes ao boletim epidemiológico divulgado pela Sesau nesta segunda-feira (10). São realizados, em média, 1.500 testes em Campo Grande diariamente.

A Capital atingiu a marca de 200 óbitos desde o início da pandemia. Foram confirmados 13.245 casos, sendo que 11.447 foram curados. A letalidade na Capital, ainda segundo o secretário, fica em torno de 1,2%, atrás da média do Estado, que é de 1,7%.

“Hoje, temos 34% de pacientes do interior de Mato Grosso do Sul, com todas as causas. A estratégia adotada pelo município foi contingenciar os leitos do Hospital Regional e ocupar leitos da Santa Casa, Hospital Universitário e outros para todas as causas. Isso é uma discussão importante, porque quando se fala em lockdown, a gente deve considerar também a internação de pacientes oriundos do interior”, analisou.

Ações – A Câmara de Vereadores tem sido palco de debate sobre as principais ações desenvolvidas em Campo Grande para enfrentamento a Covid-19. Desde o início da pandemia, em março, a Casa de Leis criou comissões, aprovou leis e tem desenvolvido uma série de medidas para informar e ajudar no combate à doença.

Mesmo com a pandemia, a Câmara Municipal manteve as sessōes ordinárias, para votaçāo de Projetos de Lei, com a presença dos vereadores no Plenário Oliva Enciso. Entretanto, para minimizar os riscos, as sessões e Audiências Públicas realizadas no período foram fechadas ao público, que pode acompanhar e participar dos trabalhos pelas transmissões ao vivo nas redes sociais. E, neste segundo semestre, as sessões passaram a ser realizadas por videoconferência.

Outras medidas foram adotadas de forma preventiva, como uso obrigatório de máscaras dentro da Câmara Municipal, redução no número de funcionários no prédio com adoção do teletrabalho, e álcool em gel em todos os setores.

Além disso, todas as quartas-feiras, a Comissão Especial em apoio ao Combate à Covid-19 da Câmara promove lives para debater as medidas de prevenção e enfrentamento à pandemia, com a presença de convidados e também passaram a adotar o sistema de videoconferência.