Secretaria quer encontrar alunos que ainda não fizeram atividades remotas

Ao todo 33.653 alunos não entregaram atividades em 2020 e grupo preocupa secretaria estadual

Aluna entrando em escola antes da pandemia. (Foto: Henrique Kawaminami | Arquivo)

Dos 210.334 alunos da rede estadual de ensino, 33.653 preocupam a SED (Secretaria Estadual de Educação) por não realizarem nenhuma das atividades remotas durante a pandemia de covid-19. O número corresponde a 16% da rede e a intenção é realizar uma busca ativa desses estudantes.

De acordo com o superintende de Informação e Tecnologia da SED, Paulo Cezar Rodrigues, pesquisa foi realizada no final de setembro com 94% dos professores e mostrou que dos 33 mil, 2.103 alunos não foram encontrados.

“A pesquisa mostrou que 48% dos alunos estavam desenvolvendo a contento todas as atividades propostas. Outros 25% desenvolveram parcialmente, 11% raramente desenvolvem. Já 15% não realizam as atividades e 1% não recebeu atividade remota por não ter sido localizado ou família nunca foi buscar”, destacou.

Segundo ele, os dois últimos grupos são os que mais preocupam a secretaria. “Este universo de 16% dos alunos é um fator de preocupação para a secretaria a fim de resgatar esse estudante para que ele compareça até a escola”, explicou.

“Após a semana do saco cheio, começamos o 4º bimestre e estamos fazendo uma mobilização da rede estadual para dar suporte às unidades e professores na busca ativa por esses alunos”, completou.

De acordo com a secretaria, essa busca ativa vem sendo desenvolvida há algumas semanas, mas neste mês de outubro, está realizando um trabalho para que os alunos mantenham o contato direto com as escolas para informar sobre qualquer dificuldade.

“Às vezes o aluno está com alguma dificuldade de acesso ao material, seja pela internet ou até para pegar esse material na escola, ele precisa avisar na escola. Mas tem alunos que deixam de

Aulas suspensas – As aulas presenciais na rede estadual estão suspensas desde março, com entrega de merenda às famílias dos alunos.

Para os estudantes foram disponibilizadas as aulas remotas, pela internet, televisão, mas também a possibilidade de uso de atividades.

As escolas estão abertas para receber quem enfrenta alguma dificuldade na aprendizagem ou tenham dúvidas, tanto pais, quanto estudantes.