Queimadas no Pantanal destroem oito pontes de madeira; na MS-243 e MS-195

Foto: Agesul

Apesar dos esforços para conter as queimadas na região do Pantanal, oito pontes de madeira já foram destruídas por causa do fogo; cinco delas na MS-243 e outras três estruturas na MS-195.

Conforme o diretor Estadual de Manutenção Viária da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Mauro Rondon, precisarão ser investidos entre R$ 2,5 a R$ 3 milhões para a reconstrução de novas estruturas de madeira.

Na MS-243, o trânsito não foi interrompido no local, já que existem desvios para todas as pontes queimadas. Na MS-195, as equipes da Agesul já estão trabalhando para construir novos acessos (desvios).

Segundo Mauro Rondon, que está no local fazendo levantamento dos estragos, se somadas as extensões destruídas, já são mais de 180 metros de pontes que viraram cinzas.

No Estado, o número de focos subiu de 17, na sexta-feira,  para mil focos no último sábado, de acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Com o tempo seco e a baixa umidade persistente, a situação para os próximos dias continua preocupante.