Primeiro final de semana com vacina liberada para toda população teve mais de 3,6 mil doses aplicadas na Capital

Neste final de semana, mais de 3,6 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe em Campo Grande. A Capital abriu unidades de saúde e fez ações itinerantes em shoppings para atendimento da população.

Desde a última quinta-feira, dia 02 de maio, a vacinação contra a gripe está disponível para todas as pessoas com mais de seis meses. A liberação por parte do município ocorreu como resposta ao aumento de casos de síndromes respiratórias, incluindo a influenza, seguindo recomendação do Ministério da Saúde.

Com a liberação, praticamente triplicaram a procura diária pela vacina, nas unidades de saúde. Unidades que estavam vacinando uma média de 80 a 100 pessoas por dia, chegaram a receber cerca de 300 pessoas, como é o caso da UBS 26 de Agosto.

A secretária municipal de Saúde, Rosana Leite de Melo, destaca que este aumento na demanda pode gerar uma espera maior nas unidades, mas, neste momento, é necessário compreensão da população para evitar transtornos. “As unidades possuem capacidade para atender a população e é necessário que haja a devida organização para tanto. É importante lembrar que o município possui doses disponíveis e já foi solicitado reforço para conseguir atender a população”, diz.

Até o momento, foram vacinadas 87.807 pessoas contra a gripe na Capital. O município recebeu  225 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde. Desta forma, restam ainda aproximadamente 137 mil doses.

Dia D

No próximo sábado, dia 11 de maio, Campo Grande terá um novo Dia D de vacinação contra a gripe. Haverá 12 pontos de vacinação espalhados por todas as regiões do município, incluindo unidades de saúde, shoppings e supermercados. A abertura está prevista para ser realizada às 8h na USF Jardim Marabá.

A secretária reitera a importância das pessoas buscarem as unidades para se vacinar, principalmente neste momento onde há uma maior circulação de vírus respiratórios, incluindo a Influenza.“É fundamental que as pessoas que pertencem aos públicos prioritários busquem as unidades para se vacinar. A vacina é a melhor estratégia de prevenção contra a influenza e possui capacidade de promover imunidade durante o período de maior circulação dos vírus, reduzindo o agravamento da doença, as internações e o número de óbitos”, destacou.

“A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, de elevada transmissibilidade, distribuição global e com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais, podendo também causar pandemias”, complementa.

Neste ano, a vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é eficaz contra três tipos de cepas de vírus em combinação: a. A/Victoria/4897/2022 (H1N1)pdm09; b. A/Thailand/8/2022 (H3N2); c. B/Austria/1359417/2021 (linhagem B/Victoria), conforme a Instrução Normativa (IN) no 261, de 25 de outubro de 2023, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

FonteAgência Municipal de Campo Grande