Primeiro caso de coronavírus em um atleta de MMA é registrado na Itália. Ex-lutador está internado

Cerca de dez dias após a Organização MUndial de Saúde (OMS) decretar a existência de uma pandemia do coronavírus, foi diagnosticado o primeiro caso de contaminação de alguém ligado ao mundo do MMA. O ex-atleta italiano Cristian Binda, de 42 anos de idade, foi internado na cidade de Como, na Itália, vítima da COVID-19. Atualmente se dedicando à função de treinador – fez sua última luta profissional em 2016 – Binda postou um vídeo em sua página no Facebook no qual agradece as mensagens de amigos e fãs e revela a sensação de estar em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no país mais afetado pelo vírus em todo o planeta.

– Oi, pessoal. Quero que todos saibam que estou me sentindo melhor agora. Para resumir: após nove dias de febre alta e tosse, eu já não conseguia mais respirar e tive que dar o braço a torcer e ir para o hospital. Foi internado no Hospital Sant’Anna, em Como, e depois fui transferido para Lanzo D’Intelvi. Fui diagnosticado com pneumonia e, obviamente, COVID-19. Agora estou tentando voltar ao normal, para poder voltar mais forte que antes. Duas coisas importantes: muita gente ficou preocupada e me mandou muitas mensagens. Por favor, evitem fazer isso. Eu fico cansado só de tentar responder a todos. E o mais importante: coronavírus não é brincadeira! Fiquem em casa! Fiquei apenas uma noite na UTI e é pior do que o “Círculo do Inferno” de Dante. É de cortar o coração. Fiquem em casa e superem isso juntos. Por fim, quero agradecer a todo o Sistema de Saúde da Itália, que é o nosso orgulho. Agora tenho que descansar. Guarda alta! – disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui