Prefeitura promove conferência para o debate e conclusão do plano da coleta seletiva

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), promove durante todo o dia de hoje (30) a Conferência do Plano da Coleta Seletiva, momento onde diversos segmentos da sociedade estarão reunidos para conhecer e debater as ações relacionadas ao gerenciamento dos resíduos sólidos e a apresentação da proposta preliminar do Plano da Coleta Seletiva que será implementado pela administração municipal.

A Diretora-Presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano, Berenice Maria Jacob Domingos, abriu a Conferência destacando a importância deste momento de união de esforços para a elaboração de um Plano que implicará diretamente na vida de toda a população “Este Plano deverá refletir a realidade que vivemos e a necessidade da nossa cidade. Será um dia produtivo e de grande desafio, e tenho certeza que hoje todos terão a oportunidade de dizer o que sentem, pensam, sendo os protagonistas. Onde suas contribuições farão a diferença na vida das pessoas e da cidade”. Ressaltou ainda que por meio do diálogo os participantes, buscarão encontrar o equilíbrio para a elaboração do Plano da Coleta Seletiva.

Para o Secretário-Adjunto de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luis Eduardo Costa, este é um momento onde é possibilitado o diálogo entre poder público e comunidade para que juntos planejem o futuro da cidade. “Este é um dia de privilégio para todos nós, onde atuamos num modelo de governança de responsabilidade compartilhada, sendo ouvidos todos os seguimentos da sociedade para que em conjunto possamos tomar decisões que além de refletir no futuro de toda a cidade também beneficiará a preservação ambiental”.

Assim como o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Luiz Fernando Buainain, enalteceu a proposta da Prefeitura em apresentar e discutir juntamente com os cidadãos. “Através desses encontros, com olhares diferentes é que os planos começam a dar certo e a contribuir com o desenvolvimento da cidade, conscientizando assim um maior número de pessoas. E de nada irá valer um cidadão separar o seu resíduo sem a execução de um plano de gerenciamento por parte do Município”.

A engenheira ambiental e analista de Infraestrutura do Ministério do Meio Ambiente, Caroline Alvarenga, expressou grande satisfação em participar deste momento no Município de Campo Grande “Ver o começo da implementação desse Plano me deixa muito feliz, trazer pra perto da sociedade a Política Nacional de Resíduos Sólidos é o objetivo do Plano e para isso é necessário planejamento e a responsabilidade compartilhada entre a Prefeitura, catadores de recicláveis e a população. Desejo que este seja um evento proveitoso e que ao final possamos ter um produto que beneficie toda a cidade”.

Para Daniel Obelar, catador e presidente da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis nos Aterros de Mato Grosso do Sul (Coopermaras), “a Prefeitura poderia também ampliar os incentivos às empresas de reciclagem, e assim, possamos inclusive, agregar valor aos resíduos recicláveis é importante um Plano de Coleta além do incentivo à instalação de indústrias na Capital voltadas à reciclagem”.

Programação

No período da manhã, durante a plenária, foi apresentada a versão preliminar do Plano da Coleta Seletiva de Campo Grande pela empresa Deméter Engenharia, responsável pela coleta de dados e elaboração do Plano. Posteriormente foi aberta a participação do público presente para questionamentos quanto à apresentação.

No período da tarde será o momento de discussões em grupos de trabalho nos seguintes eixos temáticos: Emancipação econômica e Inclusão Social dos Catadores de Resíduos Sólidos Recicláveis, Educação Ambiental, Soluções integradas e novas tecnologias para redução, reutilização e reciclagem e Governança para modelos de responsabilidade compartilhada.

Após as discussões nos grupos de trabalho será realizada a Plenária Final que tem como objetivo a apresentação e validação das propostas dos grupos de trabalho. O relator de cada grupo de trabalho apresentará as propostas e estando todos os participantes devidamente esclarecidos sobre o tema, a matéria será encaminhada para votação e assim, as mesmas irão compor o documento final da Coleta Seletiva.

Serviço: a Conferência acontece até as 17h30, no auditório da Faculdade Estácio de Sá, localizada na Avenida Fernando Corrêa da Costa, n. 1.800, Bairro Itanhangá.