PREFEITURA COLOCA EM FUNCIONAMENTO PRIMEIRA UNIDADE MÓVEL PARA CASTRAÇÃO DE CÃES

Entrou em operação neste domingo (25) a primeira unidade móvel para castração de cães de Campo Grande, o castramóvel, que irá atender à população que está em maior risco de vulnerabilidade socioeconômica. Nesta primeira ação, foram atendidos os moradores do Portal Caiobá. 

Adquirido através de emenda parlamentar e recursos próprios, o centro cirúrgico móvel é um investimento de R$ 198,3 mil. O prefeito Marquinhos Trad acompanhou esta primeira ação e destacou a importância do castramóvel para o município. 

“É uma conquista para todos nós moradores de Campo Grande, cuja gestão sempre teve como um dos pilares a responsabilidade com a saúde humana e dos animais. Com a possibilidade de castrarmos estes cães, que muitas vezes circulam pelas ruas do bairro podendo carregar e transmitir zoonoses à população, reduzimos a quantidade de animais errantes vulneráveis aos mais diversos males”, reforça o prefeito. 

Foram esterilizados 20 cães, sendo 15 fêmeas e cinco machos, que pesavam até 15 quilos. A capacidade e operação do centro cirúrgico é bem maior, contudo, devido à pandemia de Covid-19 e as medidas de biossegurança, os atendimentos foram reduzidos. 

A seleção destes animais foi feita durante a semana pelos agentes de saúde da região. Todos os cães passaram por exames clínicos na última sexta-feira, antes de serem submetidos à cirurgia. 

castramóvel irá atender somente a castração de cães, uma vez que a cirurgia em felinos acontece normalmente no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) com agendamento em todo dia 20 do mês. 

Além do prefeito Marquinhos Trad, estiveram acompanhando o início dos trabalhos o deputado estadual, Márcio Fernandes, autor da emenda que possibilitou custear parte da unidade móvel, o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho e o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRVMS), Rodrigo Piva.

Conquistas 

Além do veículo adaptado para a castração, o CCZ ganhou um novo centro cirúrgico em dezembro de 2018. A capacidade de castração de felinos foi ampliada, passando de 200 para 600 procedimentos por mês. 

Campo Grande foi uma das primeiras cidades do país a implementar um sistema para agendamento de castração online, garantindo mais comodidade e transparência no processo. A gestão também instituiu o conselho e fórum do Bem-Estar Animal e posteriormente criou a subsecretaria de Bem-Estar Animal.