Prefeitos lamentam participação de Bolsonaro em manifestação que pedia intervenção militar: ‘Mais um despropósito’

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) lamentou, em nota oficial na manhã desta segunda-feira (20), a participação do presidente Jair Bolsonaro em uma manifestação que pedia intervenção militar, na tarde de domingo (19) em Brasília (DF). Segundo a entidade, liderada pelo chefe do Executivo de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB), o ato, que ainda sugeriu o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), foi um atentado à democracia.

  • MAPA: casos de coronavírus e mortes pelo Brasil
  • Coronavírus: veja perguntas e respostas

A FNP ainda afirmou que a participação de Bolsonaro no protesto é “mais um despropósito” e um presidente da República “tem um papel que não pode tergiversar sobre a democracia”. A entidade tem feitos duras críticas à maneira como o governo federal vem administrando a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A nota da Frente Nacional de Prefeitos também cita que o ódio está levando o país para um cenário ainda mais sombrio, que já traz constrangimentos até às forças armadas e ridiculariza o país internacionalmente. Segundo o Blog do Camarotti, a presença de Bolsonaro na manifestação causou um desconforto na ala militar do governo.

“É lastimável que em meio a milhares de velórios trágicos e rápidos, o iminente colapso do sistema de saúde e a incerteza diante da pandemia que apavora, o Brasil siga esse torpe caminho, siga nessa encruzilhada”, diz o texto da FNP.