PREFEITO REIVINDICA RECURSO PARA 21 KM DE PAVIMENTAÇÃO E CONCLUSÃO DA REVITALIZAÇÃO DO ANHANDUI

O prefeito Marquinhos Trad apresentou projeto para pavimentação de 21 quilômetros de ruas em Campo Grande. Durante encontro com a coordenadora da bancada federal em Brasília, senadora Simone Tebet, o prefeito solicitou recurso para pavimentação em bairros das regiões urbanas do Anhanduizinho e Bandeira, além da continuidade das obras de revitalização e controle de enchentes  do Rio Anhandui.

A reunião com a líder da bancada tem como objetivo garantir a inclusão dos projetos no orçamento da União em 2022. “Este é um momento decisivo para garantir recursos ano que vem. Contamos com o apoio da bancada para   estas emendas impositivas que têm liberação  de recursos assegurada e não ficam sujeitas a contingenciamento do orçamentário”, explicou o prefeito.

Parte do recurso solicitado será utilizado para a continuidade das obras para recomposição e estabilização das margens do Anhandui com paredes de gabião, além da implantação de ciclovia e recapeamento das duas pistas da Avenida Ernesto Geisel que margeia o rio.  Nesta etapa, a revitalização vai avançar mais 300 metros, da Rua do Aquário até a Rua do Touro, proximidades do Ginásio Guanandizão. Ficarão faltando mais 550 metros para o projeto chegar à  Avenida Manoel da Costa Lima.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, será feita uma nova licitação  do trecho  entre as ruas Santa Adélia e do Aquário. Será necessário atualizar as planilhas do projeto  que ficaram defasadas porque a com  pandemia os  preços dos  materiais de construção aumentaram muito.

As obras  no Rio Anhandui são para  estabilizar  as margens do rio (com muro de gabião e placas de concreto). Sem as paredes de gabião ou de concreto, quando chove muito na cabeceira dos córregos afluentes (Prosa e Segredo), a correnteza aumenta. A água, ao bater no barranco diretamente, derruba o aterro e provoca erosão, colocando em risco as pistas. Estão sendo construídas mais bocas de lobo nas pistas marginais para aumentar a capacidade de captação da enxurrada.