Posto de autoatendimento da Delegacia Virtual facilitará registro de ocorrências

Uma central de autoatendimento da Delegacia Virtual vai facilitar o acesso da comunidade acadêmica da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) da Capital e da população do entorno da instituição aos serviços oferecidos pela Polícia Civil na rede, sem a presença de um policial. A declaração é do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, durante a assinatura do Termo de Cooperação entre o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sejusp) e a Polícia Civil, com a UFMS.

A partir de agora está disponível no campus da instituição em Campo Grande, um totem que disponibilizará os serviços que atualmente estão disponíveis para todo o Estado no site da Polícia Civil, no link BO Online.

“Se nós quisermos evoluir em segurança pública, em saúde e desenvolvimento, precisamos investir em ciência e tecnologia. É isso que estamos fazendo com entrega deste projeto inédito em Mato Grosso do Sul e no Brasil, que está sendo realizado em parceria com a UFMS. Agora vamos acompanhar como será o andamento deste piloto, para estendermos para as outras unidades da universidade do Estado e Universidade Estadual (Uems), além de estudarmos a possibilidade de instalação em outros locais como terminais de ônibus e shoppings”, pontuou o secretário.

Secretário da Sejusp, José Carlos Barbosa, durante a assinatura do Termo de Cooperação entre o Governo do Estado e a UFMS.

No posto de atendimento da Delegacia Virtual instalado ao lado da reitoria na UFMS, as pessoas podem registrar crimes de menor potencial como furto simples, extravio de documentos, desaparecimento de pessoas, entre outros. “Esse é um ponto positivo, uma vez que desafoga as delegacias, que poderão priorizar o atendimento das ocorrências de maior complexidade. De janeiro até agora a delegacia virtual já lavrou aproximadamente 40 mil boletins de ocorrência”, explicou o delgado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas.

De acordo com o reitor da UFMS, Marcelo Turine, cerca de 100 mil moradores de bairros próximos à UFMS e 13 mil professores, servidores e alunos da instituição deverão ser beneficiados diretamente com este projeto. “É importante lembrar que esse projeto não vai colocar o policial dentro da universidade, é um espaço virtual que possui segurança, monitoramento e internet de alta velocidade. Isso demonstra que com baixo custo conseguimos realizar grandes avanços para as políticas publicas do Estado”, disse o reitor.

O ato aconteceu durante a abertura da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2017 que está acontecendo até sexta-feira (27.10) no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. Neste ano, o tema central dos projetos é como “A matemática está em tudo”.