Por que os japoneses com Covid-19 se sentem obrigado a pedir desculpas

Os japoneses costumam pedir desculpas por muitas coisas. Até mesmo por estarem doentes.

Se o paciente for alguém famoso, o pedido de perdão é quase uma obrigação moral e se transforma em um evento midiático, como tem ocorrido no atual cenário de pandemia do coronavírus.

Segundo o professor do Departamento de Estudos Internacionais da Universidade Tokai, Daisuke Onuki, no Japão é praxe as pessoas famosas infectadas se desculparem, pois subentende-se que elas estariam provocando uma espécie de transtorno ou incômodo (meiwaku, em japonês).

“É muito importante seguir essa regra para sobreviver em nosso país. Não podemos causar meiwaku, expondo as outras pessoas a situações inconvenientes ou provocando ansiedade nelas.”

Foi exatamente por isso que o ator Junichi Ishida, de 66 anos, acabou sendo alvo dos defensores da “vergonha moral”. Em meados de abril ele esteve na ilha japonesa de Okinawa e lá sentiu um mal-estar. De volta a Tóquio e com suspeita de pneumonia, acabou sendo hospitalizado após receber o diagnóstico de covid-19.