13.8 C
Campo Grande
segunda-feira, maio 27, 2024

População tem até dia 31 de março para enviar sugestões para o Orçamento Comunitário Participativo 2025

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por intermédio da coordenação do Sistema Municipal de Planejamento (SMP), disponibilizou uma plataforma virtual para que a população envie sugestões para ajudar o Executivo Municipal a definir os investimentos do próximo ano, facilitando o acesso dos interessados em prestar sua contribuição para o planejamento de 2025.

Até o momento, mais de 10.850 cidadãos participaram, sugerindo obras, serviços e ações sociais para seus bairros. Iniciado em 1º de março, o período da consulta pública pela internet visa o cumprimento da legislação vigente e da gestão democrática e participativa da cidade. O quantitativo já supera a participação em 2023, quando 10.640 campo-grandenses participaram da consulta pública.

“A participação do cidadão é de suma importância. É a oportunidade de demonstrarmos a prioridade para nosso bairro. Moro na minha rua há mais de 27 anos e pela primeira vez vejo a Prefeitura de Campo Grande olhando para a nossa localidade. Eu e meus vizinhos estamos ajudando na divulgação”, comenta a representante da Associação de Moradores do Loteamento Social Sarandí no Conselho Regional da Região Urbana do Imbirussu, Maria Aparecida Alves Gomes.

A população poderá participar do Orçamento Comunitário Participativo até o dia 31 de março pelo endereço eletrônico http://campogrande.ms.gov.br/orcamento. Para votar, basta responder de maneira on-line ao questionário disponível.

“É essencial comunicar aos moradores sobre a importância de sua participação ativa no Orçamento Comunitário Participativo.  Cada voto e cada voz contam. Este momento representa o poder da união e da participação cidadã. Mostra que, quando nos unimos em torno de um objetivo comum e nos comprometemos com a causa, somos capazes de superar desafios e alcançar grandes feitos”, explica o representante da Associação de Moradores do Jardim das Nações no Conselho Regional da Região Urbana do Anhanduizinho, Wanderlei da Silva.

“O Orçamento Comunitário Participativo é o momento no qual o cidadão fala diretamente com o Executivo Municipal e diz o que precisa melhorar. Por isso, a presença do movimento comunitário e da população em geral é importantíssima. Cada campo-grandense precisa ser ouvido neste momento”, destaca a diretora-presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), Berenice Maria Jacob Domingues.

Como funciona o Orçamento Comunitário Participativo

A Coordenação do SMP promove anualmente a discussão da priorização de obras, serviços e ações sociais para orientar a elaboração da peça orçamentária anual da Prefeitura Municipal de Campo Grande.

A população sugere prioridades e os Conselheiros Regionais, membros dos sete Conselhos das Regiões Urbanas de Campo Grande, votarão as principais prioridades de cada Região Urbana. O resultado da votação é encaminhado aos órgãos e entidades da administração pública municipal para conhecimento e verificação da possibilidade de atendimento.

FonteAgência Municipal de Campo Grande