Polícia diz que ataque com faca no sul da Inglaterra foi ato terrorista

A polícia britânica declarou neste domingo (21) que o ataque que deixou três mortos em um parque da cidade de Reading, no sul da Inglaterra, foi uma ação terrorista.

Testemunhas disseram que um homem atacou na tarde de sábado (20) vários grupos reunidos no parque Forbury Gardens, que aproveitam a tarde ensolarada após semanas de confinamento. Logo depois do atentado, um homem de 25 anos foi preso.

O comissário assistente da Polícia Metropolitana Neil Basu, chefe do policiamento antiterrorista, afirmou à BBC que não há indícios de que outra pessoa tenha participado do crime. A identidade do suspeito não foi divulgada.

Os investigadores ainda não sabem qual foi a motivação do ataque. Porém, Basu afirmou que está claro que não teve nenhuma relação com uma manifestação pacífica do movimento antirracista “Black Lives Matter” (Vidas negras importam) que tinha acontecido no local.

O ataque

Testemunhas disseram que o parque estava cheio na hora do ataque. “Muitas pessoas estavam sentadas para beber algo com os amigos, quando um homem chegou, começou a gritar palavras ininteligíveis de repente e seguiu em direção a um grupo de uma dezena de pessoas, tentando atacá-las com uma faca”, declarou à agência PA Lawrence Wort, que presenciou a cena.

Segundo a BBC, 41 testemunhas procuraram a polícia para colaborar com as investigações.

Reading é uma cidade de 200 mil habitantes, que fica a 60 km de Londres, a capital da Inglaterra.