Pocah chora ao dizer que clipe foi “censurado”: “Revoltada”

Pocah, de 26 anos, teve o alcance do clipe de Muito Prazer, lançado nesta sexta-feira (30), limitado pelo YouTube. Em seus stories, a cantora desabafou sobre o julgamento da plataforma, afirmando estar “revoltada” com o critério adotado.

“Estou muito arrasada, muito triste porque meu clipe de Muito Prazer acabou de ser censurado. Quando isso acontece, ele alcança um número bem menor de pessoas, não é entregue pra todos. Assim, a música se perde. Perde a mensagem principal dela, que é a liberdade da mulher. É até uma ironia”, lamentou.

Pocah reforçou que o clipe é o mais caro de sua carreira, e que está realizado com o que entregou aos fãs. “Trabalho lindo, do qual estou muito orgulhosa. Eu falo sobre o prazer feminino na música. Por que eu não posso falar disso em pleno século XXI? 2021, e uma mulher falando sobre seus prazeres assusta. E ver que não é com todo mundo que isso acontece…”, avalia ela.

Pocah desabafa após ter clipe censurado (Foto: Reprodução/Instagram)Pocah desabafa após ter clipe censurado (Foto: Reprodução/Instagram)

Pocah desabafa após ter clipe censurado (Foto: Reprodução/Instagram)

Pocah

Ela ainda detalhou as cenas do clipe e disse não ver motivo para a restrição de seu conteúdo. “Não existe nenhuma cena pesada, cena de beijo, sexo, nu… é só umma mulher falando sobre liberdade sexual. Mas a mulher só pode rebolar a bunda e ser sexualizada, é isso? Quando ela fala, quando usa a voz como eu usei, é censurada”, diz.

“Quero ser livre para cantar o que eu quiser, falar o que eu quiser! Nós, mulheres, não devemos permitir essa imposição de limite o tempo todo pra gente. Não aceito isso, e agora sinto vontade de fazer o dobro do que tenho planejado porque ninguém vai me parar. Estou muito triste. Estou revoltada e com uma grande sensação de impotência”, desabafa.

REDAÇÃO QUEM DO HOME OFFICE