Parlamento de Israel vota mudança no governo e saída de Netanyahu neste domingo; entenda como esse cenário se formou

Israel define neste domingo (13) se o país encerrará 12 anos consecutivos de poder do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu para dar início a um novo governo, formado por uma ampla coalizão que vai de nacionalistas judeus de direita a políticos árabes-israelenses.

O Knesset, nome em hebraico do Parlamento israelense, vota se aprova ou rejeita essa aliança costurada por Yair Lapid, político centrista e um dos principais opositores de Netanyahu. Em 2 de junho, ele conseguiu firmar uma união majoritária ao ganhar apoio do direitista Naftali Bennett, em uma coalizão antes vista como improvável.

Para que esse novo governo seja efetivado, a maioria parlamentar deverá aprovar essa aliança. Caso contrário — e Netanyahu luta para isso —, os israelenses serão empurrados para um quinto processo eleitoral em pouco mais de dois anos.

Nesta reportagem, você vai entender:

  • Quem são os personagens envolvidos
  • Como começou o impasse do poder em Israel
  • O que as urnas disseram
  • Como a nova coalizão se formou
  • Qual o futuro de Netanyahu
  • Quais os próximos passos

 

Quem são os personagens envolvidos?

 

Netanyahu foi o primeiro israelense a ser vacinado no programação de imunização iniciado em meados de dezembro — Foto: Amir Cohen/Reuters

Netanyahu foi o primeiro israelense a ser vacinado no programação de imunização iniciado em meados de dezembro — Foto: Amir Cohen/Reuters